Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9019
Título: Efeitos da somatotropina bovina recombinante (BST), da raça e da alimentação sobre a produção e a qualidade do leite de cabra na região Nordeste do Brasil
Autor(es): LUCENA, Jesane Alves de
Palavras-chave: Saanen; Qualidade do leite; Produção de leite; BST; Nubiana; Anglo; Alimentação
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Alves de Lucena, Jesane; Maria Barreto Biscontini, Telma. Efeitos da somatotropina bovina recombinante (BST), da raça e da alimentação sobre a produção e a qualidade do leite de cabra na região Nordeste do Brasil. 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: A somatotropina bovina recombinante (BST) tem sido utilizada como ferramenta para incrementar a produção leiteira em ruminantes, podendo ser aplicada à caprinocultura leiteira do Nordeste. A presente pesquisa foi realizada com o objetivo de verificar o efeito da BST sobre a produção e a qualidade do leite de cabra, de raças exóticas submetidas a diferentes níveis de concentrado, no semi-árido nordestino. O experimento foi conduzido na Embrapa/Caprinos, em Sobral-Ceará. Utilizou - se cabras leiteiras das raças Anglo-Nubiana (16) e Saanen (14), adultas, selecionadas de acordo com o nível de produção e a ordem de parição. Para avaliação da produção leiteira foram aplicadas quatro doses de BST (3,0 mg/ kg / PV), em intervalos de 14 dias. A avaliação da composição físico-química foi realizada através da determinação dos teores de proteína, gordura, lactose, minerais, acidez, densidade, extrato seco total e extrato seco desengordurado. Testes de aceitabilidade e diagnóstico de atributos foram realizados para avaliação sensorial do leite de cabra das raças em estudo. Após avaliações estatísticas, observou-se que a administração de BST aumentou (p<0,05) a produção de leite (36%) e a produção de leite corrigida (43%) de cabras, de raças exóticas na região semi-árida do Nordeste. A administração de BST não alterou a composição físicoquímica do leite de cabra das raças Anglo-Nubiana e Saanen. Essas características foram afetadas pela raça (p < 0,05). O leite de cabra dos animais não tratados comBST teve maior aceitação do que o leite de animais suplementados com o produto. O sabor do leite da raça Saanen teve melhor aceitação do que o da raça Anglo Nubiana, porém, ambos foram classificados como gostei moderadamente . O leite de cabra foi caracterizado como sendo um leite de cor branca clara, sabor doce leve e apresentando fraco odor estranho
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9019
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8906_1.pdf531,43 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.