Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8669
Title: O consumo alimentar e o estresse psicológico: um estudo com atletas de alto rendimento da Seleção Pernambucana de Voleibol, 2005
Authors: Sakur de Azevedo, Nairton
Keywords: Voleibol; Atletas; Estresse psicológico; Nutrição esportiva
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Sakur de Azevedo, Nairton; do Carmo Medeiros, Maria. O consumo alimentar e o estresse psicológico: um estudo com atletas de alto rendimento da Seleção Pernambucana de Voleibol, 2005. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar o consumo alimentar e o estresse psicológico dos atletas de voleibol de alto rendimento integrantes da Seleção Pernambucana de Voleibol, no ano de 2005. A amostra foi composta por 13 atletas do sexo masculino, com idades compreendidas entre 19 e 33 anos. A pesquisa ocorreu durante a Liga Nacional de Voleibol de 2005. O consumo alimentar foi coletado por meio do registro diário, durante 3 dias consecutivos, em cada fase da competição. Para avaliar o teste de estresse psicológico (TEP-V) foi utilizado a escala tipo Likert, de sete valores, variando entre -3 e +3. Os dados obtidos dos registros alimentares expressos em medidas caseiras foram transformados em pesos e analisada a composição centesimal de cada alimento em seus macronutrientes e posteriormente convertida em calorias. Os dados foram submetidos ao tratamento estatístico ANOVA, one way . Para comparação entre as médias, utilizou-se o teste Holm- Sidak, com o nível de significância de p<0,05. A partir do registro do consumo destes atletas foi construída a pirâmide alimentar, baseada na de Gonzaléz-Gross, adaptada às características dos desportistas. Os resultados indicam um consumo de gordura predominantemente saturada e um consumo hídrico inadequado. O consumo médio de energia antes da competição foi maior do que durante e após, p<0,05; o protéico diferiu na fase competitiva, p<0,05, e o lipídico, na fase pós-competição. Os fatores e as condições que mais influenciaram no rendimento dos atletas antes, durante e após a competição foram: negativamente - entrar no jogo machucado , machucar-se durante o jogo ; e positivamente - comportamento da torcida no jogo em casa , comportamento da torcida no jogo na casa do adversário . Os resultados sugerem que a dieta desses atletas precisa adequar-se em relação aos macro e micronutrientes, bem como à água ingerida antes, durante e após a competição.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8669
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3982_1.pdf582.22 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.