Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4657
Title: O sentido da aceitabilidade no jogo da decisão: uma investigação sobre as implicações da pragmática da linguagem do segundo Wittgenstein na interpretação do direito.
Authors: de Oliveira Pedrosa, Carolina
Keywords: Interpretação; Direito; Wittgenstein.
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Oliveira Pedrosa, Carolina; Ronaldo da Maia de Farias, Alexandre. O sentido da aceitabilidade no jogo da decisão: uma investigação sobre as implicações da pragmática da linguagem do segundo Wittgenstein na interpretação do direito.. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Direito, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: A guinada pragmática operada na filosofia da linguagem, sobretudo a partir das idéias do segundo Wittgenstein, impõe uma investigação profunda de algumas importantes questões ligadas à interpretação do direito dentre elas, a questão da aceitabilidade. Isso porque, uma concepção da linguagem como um espelho-do-mundo e do significado como algo a que corresponde à palavra perpassa todo o discurso tradicional acerca da interpretação e engendra uma série de mal-entendidos que precisam ser desfeitos. À vista desse problema, este trabalho propõe-se a detectar aquelas figuras que têm origem numa tal concepção equivocada; analisá-las com os instrumentos fornecidos pela pragmática wittgensteiniana para, então, poder tematizar, de forma renovada, a questão da aceitabilidade do sentido. Recusadas noções superlativas como verdade, determinação e exatidão, outros critérios entram em jogo para distinguir sentidos aceitáveis de sentidos inaceitáveis, pois a superação da idéia de que o significado é algo que corresponde à palavra não implica, absolutamente, a aceitação de slogans do tipo tudo pode . A ênfase wittgensteiniana no caráter normativo da linguagem restabelece o equilíbrio (supostamente) perdido com a superação das concepções referencialistas, explicando a questão da estabilidade dos significados de forma bem mais condizente com a complexidade que marca o funcionamento da nossa linguagem
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4657
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6052_1.pdf911.72 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.