Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/23242
Título: Musicalidade e aprendizagem infantil: um estudo numa creche de Chã Grande- PE
Autor(es): SANTOS, Deiverson Antonio dos
Palavras-chave: Educação Infantil; Música; Relação Social
Data do documento: 19-Jan-2018
Citação: SANTOS, D. A.
Resumo: O interesse em trabalhar com a educação infantil envolvendo a musicalidade surgiu a partir de leituras de artigos que mostram o quão importante são as práticas corporais para crianças diante da não obrigatoriedade da educação física na contemporaneidade nesta etapa de ensino. Neste sentido, esta pesquisa busca analisar a influência da musicalidade na aprendizagem cognitiva e nas relações sociais em escolares da educação infantil numa creche em Chã Grande-PE. Para este laboro investigativo, portanto, a coleta de dados, juntamente com o seu tratamento, exigiu quatro passos para busca de fontes, análise do material e aplicação dos protocolos. O primeiro passo consistiu na estruturação do problema através de pesquisa documental, que foi feita a partir do Planejamento Municipal. O segundo passo caracterizou-se por um levantamento de dados mediante uma avaliação diagnóstica, utilizando a entrevista semiestruturada com as professoras, na tentativa de compreender limites e potencialidades do laboro docente. No terceiro passo foi realizado observações do ambiente escolar e aulas, no sentido de obter um vínculo com sujeitos participantes e aproximação sobre o dia a dia deles. O quarto passo integrou-se no tratamento de dados, através de análise estatística dos resultados encontrados na aplicação dos instrumentos de observação (Protocolo de Avaliação da aprendizagem e Protocolo de avaliação dos aspectos, análise de conteúdo do material proveniente das transcrições das entrevistas realizadas com as docentes, do planejamento municipal e das observações dos pesquisadores. Quanto aos resultados cognitivos, não houve diferenças significativas entre meninos e meninas, apenas diferenciavam em alguns aspectos. Já os achados frente às relações sociais, evidencia-se que as meninas se sobressaem na maioria dos pontos. A formação integral no ensino infantil recorrendo à musicalidade e às práticas corporais como estratégias pedagógicas permitirão a constituição de sujeitos autônomos, criativos, de amplo repertório motor e cognitivo, para atuação ativa no mundo. Para tanto, estímulos adequados e respeito às necessidades individuais de cada criança são condições para o êxito neste clico educacional, com implicações duradouras.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/23242
Aparece na(s) coleção(ções):TCC - Educação Física (Licenciatura)

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SANTOS, Deiverson Antonio dos.pdf1,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons