Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19459
Title: Escola e família: investimentos e esforços na alfabetização de crianças
Authors: SANTOS, Priscila Angelina Silva da Costa
Keywords: Alfabetização; Escola; Família; Fracasso escolar; Literacy; School; Family; Schoolfailure
Issue Date: 17-Jun-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Este estudo buscou reconhecer os investimentos e esforços da escola e da família que contribuem com o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de crianças imersas no ciclo de alfabetização, com base numa percepção microssociológica, como fez Lahire (2004b). Mais especificamente, buscamos: investigar as práticas de leitura e escrita vivenciadas na escola, identificar os investimentos da escola na aprendizagem da leitura e da escrita, observar a rotina da escola e da sala de aula em que estudam as crianças pesquisadas, investigar as práticas de leitura e escrita vivenciadas em casa, identificar o investimento familiar na aprendizagem da leitura e da escrita e observar a rotina familiar das crianças. Para isso, desenvolvemos uma pesquisa qualitativa de caráter etnográfico, que se caracterizou, ainda, como estudo de caso etnográfico. Nesse sentido, realizamos a investigação em uma escola da Rede Municipal do Recife, durante um ano meio, em uma turma que se iniciava no ciclo de alfabetização, como também, nas casas de cinco crianças que pertenciam a essa turma. Tomamos como foco das nossas observações cada uma das cinco crianças pesquisadas, tanto no cotidiano da sala de aula, quanto em casa. Os dados foram coletados, tendo em vista o uso de importantes procedimentos, como observação, entrevista e análise documental, e por meio de recursos como fotografia e gravações de áudio. As análises foram realizadas tomando como base a perspectiva sociológica de Lahire (2004a), em que optamos por revelar os retratos das cinco crianças, nos centrando nos aspectos singulares de cada uma, sem pretensão de estabelecer comparações entre elas. Pudemos verificar que as crianças pesquisadas, pertencentes à classe popular, em seu processo de alfabetização, contam com esforços familiares, muitas vezes não considerados pelos professores, contribuições tanto indiretas, sem o objetivo de ajudar na aprendizagem, como diretas, sistematizadas pela família com o intuito de ensinar a leitura e escrita. Percebemos, ainda, que a escola, em muitos momentos, perdeu oportunidades de contribuir diretamente com o processo de alfabetização. Vimos situações em que as professoras não realizaram intervenções significativas durante as aulas, deixaram atividades sem a devida correção, não se deram conta do registro incompleto de tarefas, ou mesmo a não realização, e assim, acabaram por contribuir com momentos de dispersão, principalmente, quando se limitavam à excessivas atividades que demandavam cópia do quadro e não realizavam um acompanhamento individual dos alunos. A pesquisa contribui para o repensar a alfabetização no cenário educacional, numa perspectiva ampliada que compreende escola e âmbito familiar como espaços que contribuem para o desenvolvimento de aprendizagens independente da relação direta que estabelecem entre si.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19459
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese - Priscila Angelina Silva da Costa Santos.pdf10.05 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons