Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18578
Título: Aprendizagem organizacional na economia criativa: um processo social a partir da atuação dos gestores
Autor(es): BARBOSA, Luciana Correia
Palavras-chave: Aprendizagem organizacional. Aprendizagem social. Criatividade. Economia criativa. Gestão criativa.;Organizational learning. Social learning. Craitivity. Creative economy. Creative management.
Data do documento: 31-Mai-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Este estudo tem como objetivo compreender como acontece o processo social de aprendizagem organizacional nas empresas da economia criativa, a partir da atuação dos gestores. Para tanto, possui como objetivos específicos a identificação dos elementos que influenciam o processo social de aprendizagem organizacional no contexto criativo, a análise da gestão criativa a partir do processo social de aprendizagem organizacional, e a análise de como os gestores das empresas da economia criativa influenciam o processo social de aprendizagem organizacional. Para atender aos objetivos propostos, o estudo se caracteriza como descritivo e exploratório, utilizando como estratégia de pesquisa o estudo de caso múltiplo e como inspiração para a realização da pesquisa o modelo de aprendizagem dinâmico proposto por Crossan; Lane; White (1999), que também serviu de referência para a construção do questionário para as entrevistas semiestruturadas, que foram realizadas com dez gestores de empresas do segmento da moda da economia criativa, atendidos pelo Sebrae em 2014, enquanto que a apreciação dos dados ocorreu à luz da análise de conteúdo, conforme apresentada por Bardin (1977). A partir desta análise, surgiram quatro categorias analíticas que configuram os achados de pesquisa, sendo elas: a economia criativa como fonte de criatividade e ideais inovadoras, a gestão criativa como uma gestão flexível entre o criativo e o tradicional, a aprendizagem organizacional como prática social e dinâmica e o Sebrae como fomentador da aprendizagem tradicional nas organizações. Além disso, os dados revelaram também os elementos que estimulam e/ou inibem a criatividade nas empresas da economia criativa, os elementos que influenciam o processo de aprendizagem organizacional nestas empresas e como os gestores influenciam o processo de aprendizagem organizacional.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18578
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Luciana Correia Final.pdf2.29 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons