Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18235
Título: Perfil nutricional de idosas que praticam atividade física regular - dança de salão - cadastradas numa unidade de saúde da família, do município de Vitória de Santo Antão - PE
Autor(es): SANTANA, Amanda Adriely Amorim de
Palavras-chave: Assistência a idosos; Avaliação nutricional; Consumo de alimentos; Frequência alimentar; Perfil socioeconômico
Data do documento: 14-Mar-2014
Resumo: INTRODUÇÃO: Na medida em que cresce o número de idosos e aumenta a expectativa de vida do brasileiro, ocorre o acúmulo de eventos biológicos, próprios do envelhecimento, influenciados por fatores de natureza genética, e por fatores de natureza ambiental, como a alimentação, passíveis de intervenção. OBJETIVO: Conhecer o perfil nutricional das idosas que praticam atividade física, especificamente dança de salão, cadastradas numa Unidade de Saúde da Família (Bela-Vista), Vitória de Santo Antão – PE. METODOLOGIA: Foram avaliadas 36 idosas, entre 60 e 85 anos. Foram aplicados questionários: de freqüência de consumo alimentar e sócio-econômico. Foi avaliado o estado nutricional através do Índice de Massa Corporal (IMC), da Circunferência do Braço (CB), da Circunferência da Panturrilha (CP) e da Circunferência da Cintura (CC). RESULTADOS: 69,4% das idosas afirmaram saber ler e escrever; 63,8% recebiam 1 salário mínimo; 91,6%, faziam uso de remédios regularmente. As patologias mais citadas foram hipertensão (75%), catarata (50%) e osteoporose (36,1%). Encontraram-se eutróficas pelo IMC e pelas CB e CP, a maioria das idosas. 55,6% apresentavam risco muito elevado para doenças cardiovasculares segundo a CC. Em relação ao consumo alimentar foi visto o consumo diário de arroz (61,1%), pão (55,6%) e feijão (50%). Baixo consumo de frutas, verduras, leite e derivados. E as carnes mais consumidas: bovina (66,7%), frango (77,7%), peixe (58,3%), charque (61,1%). CONCLUSÃO: A maioria das idosas apresentava-se em bom estado nutricional no que se refere ao IMC e as CB e CP. Quanto a CC, o grupo apresentou em sua maioria risco de desenvolver doença cardiovascula
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18235
Aparece na(s) coleção(ções):TCC - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SANTANA, Amanda Adriely Amorim de.pdf923,19 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.