Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9624
Title: Fatores bio-sociais de proteção ao desenvolvimento cognitivo de crianças em idade escolar
Authors: Floriza Cavalcanti Amaral, Daisy
Keywords: Desenvolvimento infantil; QI; Cognição; Desenvolvimento cognitivo; Inteligência
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Floriza Cavalcanti Amaral, Daisy; Helena Eickmann, Sophie. Fatores bio-sociais de proteção ao desenvolvimento cognitivo de crianças em idade escolar. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: A inteligência é um tema de interesse multidisciplinar, despertando a atenção de profissionais das áreas de educação, comportamento e saúde. A visão epidemiológica sobre este tema é mais uma contribuição para possíveis ações preventivas, que favoreçam a universalização da aquisição desta importante característica humana. Para esta dissertação foram realizados dois artigos; uma revisão bibliográfica e um artigo original. Para a revisão bibliográfica foram pesquisados artigos sobre o desenvolvimento cognitivo infantil abordando fatores de proteção, fatores de risco, resiliência e vulnerabilidade. Foram consultados os bancos de dados Lilacs, Medline e Scielo, usando os descritores: IQ, cognitive development, vulnerability, risk, resilience e cognition. A literatura mostra uma importante associação entre desenvolvimento cognitivo e fatores socioeconômicos, destacando-se a escolaridade materna, estimulação domiciliar e a renda. Para o artigo original foi realizado um estudo transversal aninhado a uma coorte, para verificar que fatores bio-sociais estavam associados ao desenvolvimento cognitivo de crianças aos oito anos de idade, residentes na zona da mata de Pernambuco. Foram analisados aspectos biológicos ao nascer e aspectos biológicos, socioeconômicos e demográficos aos oito anos. Nesta pesquisa encontramos os melhores índices de desenvolvimento cognitivo associados à melhor escolaridade materna, renda familiar per capita, estimulação domiciliar e à escola privada. Concluímos que a proteção ao desenvolvimento cognitivo na infância poderá ser favorecida à medida que sejam priorizadas atividades educativas junto às famílias e de melhoria ao ensino público
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9624
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8395_1.pdf706.59 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.