Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9075
Title: Desenvolvimento de metodologia analítica para determinação de folatos em alimentos
Authors: Paiva, Emmanuela Prado de
Keywords: folatos poliglutamatos; cromatografia líquida; vitaminas; micronutrientes
Issue Date: 31-Jan-2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Prado de Paiva, Emmanuela; Almiro da Paixão, José. Desenvolvimento de metodologia analítica para determinação de folatos em alimentos. 2012. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Abstract: Vitamina B9 é constituída por um grupo de compostos com características químicas similares denominadas folatos. Sua principal função é atuar como cofatores ou coenzimas na transferência de unidades de carbono para síntese de ácidos nucleicos. Sua ausência na dieta humana pode desencadear distúrbios distintos, a exemplo dos distúrbios de formação do tubo neural. Tendo em vista a gravidade das doenças associadas, tem aumentado à necessidade do controle dos valores declarados nos rótulos de alimentos e tabelas de composição e, consequentemente, o desenvolvimento de metodologias analíticas seletivas e apropriadas a matrizes de diferente composição química. A cromatografia líquida de alta eficiência tem se destacado como método analítico mais utilizado para este fim, pois apresenta resultados eficientes para diferentes formas de folatos. Entretanto, a maioria dos protocolos de estudo de extração de folatos exige o uso de enzimas, soluções extratoras em diferente pH, controle de temperatura e tempo de exposição na etapa de extração. Essas condições têm gerado resultados contraditórios, o que motivou este estudo a desenvolver um protocolo analítico simplificado para as etapas de identificação, extração e quantificação. Com soluções padrão contendo seis formas de folatos foi possível desenvolver um método cromatográfico em eluíção isocrática com tempo de eluíção dos padrões de 15 minutos em detector de arranjo de diodo. Foram testadas três colunas com diferentes dimensões recheadas com octadesilsilano em mais de dez combinações de fases móveis alcançando-se Rs, α e k compatíveis com um protocolo capaz de ser executado em matrizes alimentares e explicado através da teoria de ácido-base Lewis. Este método foi testado em espinafre e utilizado para o estudo do protocolo de extração, através de estudo piloto isolando fatores, a saber: uso de enzimas, concentração molar da solução extratora, agentes desproteinizante, antioxidantes, temperatura e tempo de exposição e o espinafre usado como modelo de estudo fracionado em liquor e fibra. De posse dos elementos principais foi desenhado um planejamento fatorial 24 objetivando verificar a melhor condição de extração, e posteriormente o método desenvolvido foi testado em seis matrizes alimentícias de origem vegetal. Para a etapa de extração, as condições de tempo e temperatura exercem influência sobre as condições de extração, e as condições mais brandas de exposição podem garantir uma maior extratibilidade. Ademais o fracionamento da matriz potencializou a extração do 5-metil-tetraidrofolato na fração liquor
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9075
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo9587_1.pdf3.04 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.