Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9008
Título: Nanismo nutricional em crianças em idade escolar no Estado de Pernambuco, 1997
Autor(es): Elizabeth Carneiro Laurentino, Glória
Palavras-chave: Nanismo nutricional; Saúde escolar; Escolares; Déficit de crescimento
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Elizabeth Carneiro Laurentino, Glória; Kruse Grande de Arruda, Ilma. Nanismo nutricional em crianças em idade escolar no Estado de Pernambuco, 1997. 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: Utilizando dados da II Pesquisa Estadual Sobre Alimentação, Saúde e Nutrição do Estado de Pernambuco-Brasil, desenvolvida em 1997, analisou-se o estado nutricional e alguns fatores de risco de 894 crianças em idade escolar (6 a 12 anos) do Estado de Pernambuco - Brasil. O ponto de corte usado na avaliação nutricional foi o limite referente a -2 escore-Z, tendo como padrão de referência o NCHS. A prevalência do nanismo nutricional no estado foi de 16,9% e o espaço geográfico mais atingido o Interior Rural com 27,1%. A análise bi-variada mostrou que o baixo nível socioeconômico dos escolares e de suas famílias está associado à ocorrência do déficit estatural e, o modelo de regressão logística indicou as variáveis: local de residência, gênero, tratamento da água de beber, déficit de escolaridade e renda per capita como principais determinantes do nanismo nutricional. A análise conjunta dos múltiplos fatores explicativos para a desnutrição encontrada nos escolares estudados, mostrou que a probabilidade de uma criança em idade escolar apresentar déficit estatural variou, dependendo dos fatores de risco considerados, de 1,5 a 60,3% configurando assim, diferentes cenários epidemiológicos. O estudo concluiu ainda que no Estado de Pernambuco o déficit estatural constitui um problema de saúde pública especialmente para as crianças em idade escolar residentes nas áreas rurais, retratando duas realidades epidemiológicas bem diferentes entre os meios urbanos e rurais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9008
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8845_1.pdf646,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.