Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8996
Title: Aspectos alimentares e nutricionais de escolares em educandários públicos no bairro da Várzea
Authors: VERAS, Ida Cristina Leite
Keywords: Aspectos alimentares, Nutricionais
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cristina Leite Veras, Ida; Batista Filho, Malaquias. Aspectos alimentares e nutricionais de escolares em educandários públicos no bairro da Várzea. 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: Objetivando descrever aspectos básicos da alimentação e do estado de nutrição dos escolares, como referência para melhoria do programa de merenda em escolas públicas, foi desenvolvido estudo numa amostra de 712 alunos de 9 escolas públicas do bairro da Várzea-Recife. Comparou-se resultados desta pesquisa, coletados em 2001, com os resultados de outro estudo ocorrido nas mesmas escolas em 1982. Foram avaliados: estado nutricional (DEP) pelos índices peso/altura, peso/idade, altura/idade segundo padrão NCHS; anemia (hemoglobina <12,0g/dL e <11,5g/dL); hipovitaminose A, pelo retinol sérico (<10mcg/dL); valor nutricional da merenda (análise de cardápios); consumo alimentar, pelo método recordatório 24 horas. Foram encontradas as seguintes prevalências:anemia (hemoglobina <12,0g/dL)15,5% meninos , 21,7% meninas, diferença estatisticamente significante e de 9,4% e.11,8%. (Hb<11,5g/dL), respectivamente.A freqüência de anemia aumentou de 8,8% (1982) para 18,9% (2001), diferença estatisticamente significante. Cerca de 20% dos escolares tinham retinol sérico na faixa de risco (10 e 19 mcg/dL). Esta carência praticamente manteve-se estacionária entre 1982 e 2001.Quanto às enteroparasitoses, 48,2% dos escolares apresentaram pelo menos 1 parasito, sendo mais freqüente a ascaridíase (16,3%). O poliparasitismo baixou de 49,4%,em 1982 para 8,5% em 2001,diferença estatisticamente significante. A DEP avaliada pelo padrão NCHS,apresentou seguintes os índices:4,5%, 2,3%,3,0%respectivamente para relação altura/idade,peso/idade,peso/altura (ponto de corte < - 2 escores z). As médias de adequação da estatura situaram-seacima de 100%. Dos resultados encontrados, segundo padrão internacional de avaliação antropométrica não se observou ocorrência de DEP divergindo dos dados de 1982, quando a prevalência foi 7,2%.Quanto à merenda, a adequação foi abaixo das necessidades de energia, cálcio, ferro, zinco, niacina, vitamina B6. No consumo observou-se que 12 alimentos eram consumidos diariamente por 58,0% das famílias, sendo os açúcares, feijão e o café os mais usuais. Dos produtos de origem animal, a carne de charque a foi mais consumida, seguida do leite e do frango.Dentre as hortaliças, destaca-se o consumo de cebola (74,9%), coentro (66,8%) e o tomate (60,9%). Observou-se reduzido consumo de frutas (banana 20,0%, laranja 14,2%); Entre os alimentos energéticos, açúcar (92,2%) apresentou consumo predominante e como fonte de gordura, o óleo foi o mais consumido
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8996
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8802_1.pdf2.13 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.