Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8878
Title: Consumo alimentar de lactentes no primeiro ano de vida na Zona da Mata Meridional de Pernambuco: um estudo de coorte
Authors: SEQUEIRA, Leopoldina Augusta de Souza
Keywords: Amamentação exclusiva; Alimentação complementar adequada e oportuna; Estado nutricional; Consumo de alimentos; Lactente.
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Augusta de Souza Sequeira, Leopoldina; Israel Cabral de Lira, Pedro. Consumo alimentar de lactentes no primeiro ano de vida na Zona da Mata Meridional de Pernambuco: um estudo de coorte. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Esta tese, constituída de dois artigos, investigou o impacto da alimentação de uma coorte de lactentes nascidos entre setembro de 1997 a agosto de 1998, nas áreas urbanas de quatro municípios da Zona da Mata Meridional de Pernambuco, por meio da ingestão mediana de nutrientes. O primeiro artigo relacionou o consumo alimentar, considerando a presença ou ausência do leite materno, com o crescimento no primeiro semestre de vida, utilizando as novas curvas da OMS. Os lactentes em aleitamento materno exclusivo ou predominante apresentaram melhor perfil de crescimento. O consumo de energia dos lactentes sem aleitamento materno ou com aleitamento complementado ultrapassou as Dietary Reference Intakes. O segundo artigo analisa os lactentes no primeiro ano de vida, comparando estado nutricional e ingestão de nutrientes com o padrão de aleitamento aos quatro meses de idade (aleitamento materno exclusivo ou predominante versus sem aleitamento materno). Comparou-se a ingestão de nutrientes com as DRI e o estado nutricional segundo os índices peso e comprimento para idade, peso para comprimento e índice de massa corporal. Os resultados demonstraram introdução precoce de outros alimentos, especialmente água, chás e leite de vaca e reduzida variedade de alimentos complementares a partir do sexto mês de vida. Lactentes que estavam sem aleitamento materno apresentaram elevada ingestão da maioria dos nutrientes estudados, acima do recomendado (DRI), quando comparados aos que estavam em aleitamento materno exclusivo ou predominante. Lactentes em aleitamento apresentaram melhor situação nutricional no primeiro semestre de vida. Os resultados reforçam os benefícios do aleitamento materno nos primeiros seis meses de vida, ressaltando a necessidade de intensificar ações de estímulo ao aleitamento exclusivo até seis meses e à introdução de alimentação complementar em tempo oportuno para o adequado crescimento e desenvolvimento da criança
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8878
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8596_1.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.