Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8866
Title: Níveis hepáticos de vitamina A em fetos, recém nascidos e idosos
Authors: Tavares Montenegro, Luciano
Keywords: Idosos; Recém-nascidos; Fetos; Fígado; Vitamina A
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Tavares Montenegro, Luciano; de Arruda Câmara e Siqueira Campos, Florisbela. Níveis hepáticos de vitamina A em fetos, recém nascidos e idosos. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: A hipovitaminose A é um dos principais problemas de saúde pública em países em desenvolvimento e afeta milhares de crianças em todo o mundo. A carência de vitamina A afeta a integridade do sistema imunológico, o sistema reprodutor, causa problemas oftalmológicos, como a xeroftalmia, podendo afetar as taxas de morbidade e mortalidade infantil. O artigo de revisão Papel das Células estelares na Fibrose Hepática aborda a participação das células armazenadoras de vitamina A (células de Ito) como as células formadoras de fibrose em algumas patologias hepáticas, sua localização e número no fígado, bem como seu aspecto ultra-estrutural. Apresenta ainda aspectos históricos da descoberta desta célula assim como as diversas denominações recebidas e as técnicas para a identificação das mesmas no fígado. No artigo Concentração de Vitamina A em Fígado de Feto e Recém-nascidos foi avaliada a concentração de vitamina A em fragmentos hepáticos de cadáveres de fetos e recémnascidos necropsiados no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) do Departamento de Patologia do CCS da UFPE. Foram examinadas 34 amostras de fígado quanto à concentração de vitamina A. As concentrações variaram entre 0,60&#956;g/g e 83,45&#956;g/g, com 76,5% do total apresentando níveis baixos de vitamina A. Isto reflete uma concentração de retinol hepático inadequada nos fetos e recém-nascidos, mas ainda assim, acima do nível crítico (<5&#956;g/g). Este achado é corroborado pelos dados da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, quando informa não mais se observar quadros de xeroftalmia no estado. O artigo Concentração de Retinol Hepático em Idosos: Um Indicador de Carência de Vitamina A foi realizado a partir de 50 fragmentos hepáticos obtidos em necropsias realizadas no SVO. As concentrações obtidas variaram entre 11,46&#956;g/g e 937,34&#956;g/g, com 94% das amostras demonstrando estar bem acima do valor de normalidade (20&#956;g/g). Os resultados observados nesta pesquisa estão em consonância com os resultados encontrados na literatura
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8866
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8593_1.pdf309.97 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.