Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8746
Title: Desnutrição pré-natal: repercussões sobre odesenvolvimento do sistema locomotor em ratos
Authors: Elisa Toscano Meneses da Silva, Ana
Keywords: Sistema locomotor;Músculo esquelético;Programming;Desnutrição
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Elisa Toscano Meneses da Silva, Ana; Manhães de Castro, Raul. Desnutrição pré-natal: repercussões sobre odesenvolvimento do sistema locomotor em ratos. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: Nesta tese avaliamos as repercussões da desnutrição intra-uterina sobre o desenvolvimento do sistema locomotor em ratos. Foram utilizados ratos Wistar neonatos provenientes de mães que receberam dieta controle (Grupo Controle C, 17% de proteína) ou uma dieta hipoprotéica e isocalórica (Grupo Desnutrido D, 7,8% de proteína). Após o nascimento os animais receberam a dieta normoprotéica até as respectivas idades experimentais. Os componentes contráteis e elásticos em série e em paralelo foram estudados no soleus e extensor digitorum longus (EDL) aos 25 e 90 dias de vida. A analise histológica das fibras musculares foi também realizada. Do 1o ao 21o dia de vida, os animais foram avaliados quanto ao seu crescimento somático, maturação de características físicas e de reflexos. No 8o, 14o, 17o, 21o e 90o, a atividade locomotora e a trajetória desempenhada pelos animais foram analisadas. O Grupo D apresentou atrofia muscular e diminuição da força muscular no músculo aos 25 e 90 dias. Houve aumento na velocidade máxima de encurtamento no soleus e EDL aos 25 e 90 no grupo D. A rigidez do componente elástico em série nos desnutridos foi aumentada no soleus, enquanto que no EDL foi observada uma diminuição dessa rigidez aos 25 dias de vida. Houve aumento da rigidez dos elementos elásticos em paralelo em ambos nos músculos de desnutridos aos 25 dias. A análise das proporções dos tipos de fibras no grupo D aos 25 e 90 dias revela aumento nas fibras tipo IIa no soleus e aumento das fibras IIb e diminuição das fibras IIa no EDL. Houve redução do crescimento somático e retardo na maturação das características físicas e dos reflexos nos desnutridos. Na avaliação da atividade locomotora houve aumento da distância percorrida, da velocidade e da potência média no 14o e 17o dia de vida nos desnutridos. O tempo que o animal desnutrido permaneceu parado diminuiu do 14o ao 21o dia, aumentando o número de paradas e diminuindo a duração média em cada parada no 14o e 17o dia de vida. Na análise da trajetória desses animais observa-se que aos 14o e 17o dias os permanecem mais tempo nas áreas mais periféricas do campo e esse comportamento se inverte aos 90 dias de idade no grupo D. A persistência de certas alterações estruturais e funcionais revela que a adaptação intra-uterina do sistema músculo-esquelético, para enfrentar a desnutrição, tem conseqüências permanentes o que pode comprometer a locomoção do animal
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8746
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4037_1.pdf2.46 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.