Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8557
Title: O Programa Saúde da Família e as Ações Intersetoriais: potencial e limites
Authors: Roberto de Santana, Paulo
Keywords: Políticas públicas; Ação intersetorial; Saúde da família
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Roberto de Santana, Paulo; Maria Osório de Cerqueira, Mônica. O Programa Saúde da Família e as Ações Intersetoriais: potencial e limites. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Esta tese trata de um estudo sobre o Programa Saúde da Família-PSF e as ações intersetoriais, na cidade de João Pessoa PB. O objetivo geral desta pesquisa foi analisar o potencial e os limites do Programa Saúde da Família (PSF) na promoção das ações intersetoriais no ano de 2007, visando à superação da fragmentação das políticas públicas. O estudo fundamentou-se no contexto das ciências sociais, no método da hermenêutica-dialética. É uma pesquisa de natureza quali-quantitativa. Os métodos e técnicas para coleta, análise e compreensão dos dados, selecionados entre os gestores do SUS, os profissionais e os usuários, da cidade de João Pessoa, foram organizados e analisados com a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Como instrumentos de coleta do material discursivo, foram utilizados roteiros de entrevistas individuais, grupos focais e análise documental. Os resultados da pesquisa indicaram que todos os discursos dos sujeitos envolvidos no estudo apontam para as potencialidades dessa estratégia na mudança do modelo de atenção à saúde, assim como para os seus limites, o que norteia a concepção de uma nova prática sanitária, na qual os determinantes e os condicionantes dos processos de saúde doença cuidado sejam suas bases de análise teórico-prática. Conclui-se que as articulações do setor Saúde com o setor Educação, ainda que limitadas, apresentam-se como possibilidade de efetivação. No tocante à redução da mortalidade infantil como exemplaridade das práticas intersetoriais das Equipes de Saúde da Família (ESF), o estudo demonstrou: ausência de planejamento orientado à redução da mortalidade infantil; o PSF visto por todos os sujeitos pesquisados como uma estratégia capaz de contribuir com a redução da mortalidade infantil, tendo sua viabilidade condicionada ao planejamento e operacionalização das ações com base no diagnóstico local. Finalmente, conclui-se que o Programa Saúde da Família demonstra potencial para tal finalidade, porém não sendo a ela permitido o total controle sobre essas articulações, uma vez que são de natureza complexa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8557
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3841_1.pdf2.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.