Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7873
Título: Produção textual no ensino médio: uma análise da informatividade
Autor(es): SANTOS, Eugenio Pacelli Jerônimo
Palavras-chave: Informatividade; Estudos lingüísticos
Data do documento: 2002
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Pacelli Jerônimo Santos, Eugenio; Ana de Moura Aguiar, Marígia. Produção textual no ensino médio: uma análise da informatividade. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Resumo: Esta dissertação analisa o nível de informatividade em produções textuais de alunos do ensino médio, ou seja, examina se as informações apresentadas são esperadas pelo receptor, se trazem dados suficientes para a compreensão do texto, enfim se são adequadas à situação comunicativa (Beaugrande & Dressler, 1981). Parte da hipótese de que o nível de informatividade é baixo e busca identificar qual a causa desse baixo nível de informatividade . A fundamentação teórica é a da lingüística textual (LT), ramo dos estudos lingüísticos que surgiu nos anos 60, na Europa, com maior relevo na Alemanha. Desde a década de 80, autores brasileiros como Koch & Fávero (1983) e Marcuschi (1983) têm desenvolvido trabalhos no campo da LT. O corpus desta pesquisa é formado por produções textuais de uma turma do 3º ano do ensino médio de uma escola da rede particular de ensino do Recife. Foram examinadas 74 redações, pertencentes a duas produções textuais. O primeiro grupo de textos, Produção Textual I, foi escrito como avaliação regular da escola para atribuição de nota; o segundo, Produção Textual II, como atividade para esta pesquisa, embora os alunos não tenham tomado conhecimento disso previamente. A análise da produção dos alunos revelou que o nível de informatividade é precário, tanto na Produção Textual I, quanto na Produção Textual II. Os problemas advêm principalmente da apresentação de informações do senso comum, da falta de explicitação dos dados e da contradição ao mundo real. Um dos fatores que contribui para o insatisfatório padrão de informatividade é a ausência de situações comunicativas reais, com um interlocutor verdadeiro (real), um propósito comunicativo e condições naturais de produção, com realização de consultas a fontes de informação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7873
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Linguística

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8058_1.pdf351,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.