Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7844
Title: A Paraíba pequenina e doida: José Américo e a Revolução de 30
Authors: Medeiros de Assis, Guaracy
Keywords: Silenciamento Político;Disputa pelo Poder;Revolução de 30
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Medeiros de Assis, Guaracy; Guimarães Cittadino, Monique. A Paraíba pequenina e doida: José Américo e a Revolução de 30. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: Este trabalho, tem como escopo evidenciar a atuação do intelectual paraibano, José Américo de Almeida, na Revolução de 30, na Paraíba. A Revolução é vista aqui como o ápice de um processo cumulativo de questionamentos, que envolve temas como Estado/Nação e o modelo de Estado implantado com a República, consolidado com a política dos governadores , enfatizando-se principalmente a disputa pelo Poder. Américo, filho de uma família tradicional, luta efetivamente pela implantação de mudanças na vida política local, buscando a modernização do estado e da região. Sua preocupação como intelectual é assinalada nas obras A Paraíba e Seus Problemas e em A Bagaceira, cujas propostas quando efetivadas no governo João Pessoa, causam espécie no meio político local, redundando numa luta acirrada pelo Poder, tendo como conseqüências à morte do governador do estado, uma guerra civil e a Revolução propriamente dita, das quais buscamos fazer surgir a participação do povo neste processo. Abordaremos, também, o discurso da ordem e desordem, cujas facções em litígio na Paraíba utilizam-na fartamente em busca da desqualificação do outro e da conseqüentemente legitimação do poder. Deste período, vislumbramos a política do silêncio a qual José Américo é submetido pela historiografia paraibana, principalmente no que concerne ao tema, Revolução de 30. Entendemos que esta omissão, tem uma razão clara e inequívoca e esta se dá pelo fato de Américo ocupar um ambiente tão amplo e significativo na política e na cultura no período de 28 a 30, e em anos subseqüentes, que chega a obscurecer o mito João Pessoa, gerando, assim, a necessidade do silenciamento político
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7844
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo7775_1.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.