Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7820
Title: Educação ambiental em área semi-árida da Bahia : uma contribuição para a gestão
Authors: PINTO, Edilene Barbosa
Keywords: Educaçao ambiental; Desenvolvimento sustentável local
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Barbosa Pinto, Edilene; José de Araújo Lima, Maria. Educação ambiental em área semi-árida da Bahia : uma contribuição para a gestão. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Gestão e Pública p/ o Desenvolvimento do Nordeste, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: O Semi-árido brasileiro ocupa uma parcela relevante da Região Nordeste, onde as adversidades ambientais provocam sérias limitações no processo produtivo das populações, particularmente daqueles que compõem o conjunto dos pequenos agricultores, que desenvolvem agricultura familiar. Tal situação interfere duramente na condição de bem-estar daquela parcela da população. Essa problemática não só tem merecido a atenção de autoridades governamentais nos últimos anos, como também tem despertado o interesse de organizações não-governamentais. Nesse sentido, vários programas voltados para a convivência com o Semi-árido foram e vêm sendo desenvolvidos na busca de alternativas que melhorem a condição de vida do homem do campo e, assim, viabilizem sua fixação, bem como venham a subsidiar a definição de políticas públicas para essa região. O presente trabalho foi desenvolvido em uma área Semi-árida do estado da Bahia, Região Nordeste do Brasil, abrangendo os municípios de Juazeiro, Curaçá e Uauá, no período de novembro/2001 a dezembro/2003, focando aspectos da dinâmica geoambiental do Semi-árido, identificando a percepção e o anseio do homem do campo sobre sua realidade e analisando a receptividade e efetividade dos vários programas e ações governamentais e não-governamentais voltados para o Semi-árido. A metodologia incluiu visitas a propriedades rurais, a órgãos públicos municipais e à sede da organização não-governamental escolhida, quando foram realizadas entrevistas semidiretivas, acompanhadas de registro áudiofotográfico. O universo dos entrevistados incluiu pequenos proprietários rurais e agricultores, gestores municipais e técnicos e gestores de organizações não-governamentais. Neste trabalho, analisa-se e discute-se de que maneira o homem do campo foi exposto, rejeitou ou adquiriu e incorporou ao seu cotidiano conhecimentos que permitiram a sua convivência com as condições de sua região, após ter sido submetido a um processo de aprendizagem alicerçado nos princípios da Educação Ambiental. Demonstram-se e discutem-se, igualmente, as mudanças de estilo e condição de vida advindas dos vários programas, bem como a contribuição desses programas para o estabelecimento do desenvolvimento local sustentável e a implementação de políticas públicas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7820
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo7921_1.pdf3.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.