Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7432
Title: Machado de Assis e Émile Zola - comparações em torno das teses evolucionistas, sua tranposição ao terreno social e sua expressão literária
Authors: Cristina Dubeux Dourado, Ana
Keywords: Literatura Brasileira;Literatura comparada;Literatura Francesa;Teorias Evolucionistas;Machado de Assis;Émile Zola;História da Infância
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cristina Dubeux Dourado, Ana; Gonçalves Licari, Luzilá. Machado de Assis e Émile Zola - comparações em torno das teses evolucionistas, sua tranposição ao terreno social e sua expressão literária. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Este trabalho pretende comparar as expressões literárias que Machado de Assis e Émile Zola ofereceram a algumas idéias originadas da teoria evolucionista que estavam em voga na segunda metade do século XIX. A ambição científica em desenvolver sistemas que totalizassem os saberes em áreas diversas do conhecimento teve forte influência na criação de um conjunto de idéias filosóficas que associavam o conceito de evolução à visão de história como um processo teleológico. Aproximando-me inicialmente dos conceitos de história que baseavam a interpretação que Machado de Assis e Émile Zola fizeram sobre suas respectivas sociedades, pretendo demonstrar como os dois escritores tomaram caminhos distintos quanto às utopias civilizatórias que transpunham as idéias científicas para a interpretação dos processos de mudança social. A partir da análise de textos ficcionais e jornalísticos de cada um dos autores, defendo a hipótese de que Machado de Assis apresenta um olhar cético sobre as contradições inerentes às estruturas sociais brasileiras, afastando-se, assim, de uma teleologia que organiza a história em fases em direção a uma utópica evolução. Do seu lado, Zola recorre aos discursos científicos que sustentavam teses eugênicas para explicar comportamentos e mudanças sociais, defendendo a emancipação da sociedade francesa através da racionalização da vida cotidiana e da intervenção da ciência nas mais diversas práticas culturais que marcavam o contexto da época
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7432
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo450_1.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.