Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/705
Title: Revisão de amanita (amanitaceae, basidiomycota) no brasil
Authors: WARTCHOW, Felipe
Keywords: Agaricales, taxonomia, neotrópicos
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Wartchow, Felipe; Auxiliadora de Queiroz Cavalcanti, Maria. Revisão de amanita (amanitaceae, basidiomycota) no brasil. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Amanita é um gênero morfologicamente e molecularmente bem definido, dividido em dois subgêneros, Amanita (com as seções Amanita, Vaginatae e Caesarea) e Lepidella (com as seções Lepidella, Amidella, Phalloideae e Validae). Amanita é importante ecologicamente nos ecossistemas devido à associação ectomicorrízica com gimnospermas e angiospermas. Algumas espécies são venenosas e outras são usadas para fins recreativos. O objetivo deste estudo foi contribuir com o conhecimento da diversidade de Amanita no Brasil. Estudos de materiais correspondendo a espécies de Amanita depositados em Herbários e coletas foram realizados, e 32 táxons são registrados. Destes, 12 ocorreram nas regiões Norte e Nordeste, enquanto nove táxons foram registrados para a região Sul do Brasil e dois táxons para a Sudeste. Os táxons de distribuição geográfica mais ampla no país são A. muscaria ssp. flavivolvata, que ocorre nas regiões Sul e Sudeste, A. coacta, que ocorre nas regiões Norte e Sudeste, e A. crebresulcata, com ocorrência no Norte e Nordeste. Os espécimes de A. campinaranae, A. coacta, A. craseoderma, A. crebresulcata, A. lanivolva, A. sulcatissima, A. viscidolutea e A. xerocybe foram revisados e efetuou-se a lectotipificação dos isótipos de A. craseoderma, A. coacta, A. crebresulcata e A. sulcatissima. Amanita lippiae foi descrita para a região semi-árida do Nordeste e A. petalinivolva sp. ined. mais 14 espécimes representam espécies novas para a ciência. As ocorrências de A. ameghinoi, A. crysoleuca, A. multisquamosa, A. spissa e A. strobiliformis não foi confirmada para o Brasil. Materiais depositados em herbários brasileiros como Amanita sp. , Amanitopsis regalis e Amanitopsis bresadolae pertencem a outros gêneros de Agaricales
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/705
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia de Fungos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo545_1.pdf3.78 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.