Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6448
Title: Relações entre a dinâmica costeira e a meiofauna dos sedimentos praiais do litoral da ilha de Itamaracá-PE
Authors: Maria Cunha da Silva, Adriana
Keywords: Sedimentologia; Dinâmica costeira; Meiofauna
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria Cunha da Silva, Adriana; do Amaral Vaz Manso, Valdir. Relações entre a dinâmica costeira e a meiofauna dos sedimentos praiais do litoral da ilha de Itamaracá-PE. 2005. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: A área estudada compreendeu as praias do Forte Orange, São Paulo, Forno da Cal, Pilar, Jaguaribe e Sossego, na Ilha de Itamaracá. O estudo objetivou conhecer as relações entre os agentes dinâmicos da praia e a fauna intersticial dos sedimentos. No período de novembro de 2003 a outubro de 2004 foram realizadas coletas mensais. As amostras da fauna intersticial foram coletadas no estirâncio, em um quadrado imaginário de 1m x 1m com cinco réplicas coletadas nas extremidades e no centro do quadrado, na baixamar, totalizando 360 amostras. As amostras de sedimentos foram mensais para cada praia e também coletadas no transecto, totalizando 72 coletas. Feituras de perfis de praia foram realizados e seus gráficos confeccionados segundo o referencial absoluto de cada um. A meiofauna esteve composta, segundo a ordem evolutiva por: Nematoda, Rotifera, Tardigrada, Polychaeta, Oligochaeta, Acari, Ostracoda, Copepoda e Mollusca, sendo Nematoda, Copepoda e Oligochaeta representantes da fauna dominante; Polychaeta e Ostracoda como abundante; Rotifera como comum e Tardigrada, Acari e Mollusca como raros. O estudo da distribuição dos sedimentos praiais revelaram a ocorrência do fácies de areias quartzosas fina à média. A morfologia evidencia as praias de São Paulo, Forno da Cal, Pilar, Jaguaribe e Sossego com tendências a processos erosivos e a praia do Forte Orange com tendência deposicional. A variação do balanço sedimentar das praias foi o fator determinante para a composição quantitativa da meiofauna em todo período
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6448
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Geociências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6823_1.pdf4.48 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.