Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5974
Título: Projeto ALI e a capacidade de inovações das micro e pequenas empresas (MPE) de turismo e gastronomia no Recife e Região Metropolitana
Autor(es): Sá, Dagmárcia Lopes de Araújo
Palavras-chave: Inovação e MPE;Gastronomia;Turismo
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Lopes de Araújo Sá, Dagmárcia; Dumke de Medeiros, Denise. Projeto ALI e a capacidade de inovações das micro e pequenas empresas (MPE) de turismo e gastronomia no Recife e Região Metropolitana. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: O projeto ALI (Agentes Locais de Inovação) do SEBRAE (Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas) foi colocado em prática no ano de 2007, com o projeto piloto, nos estados do Paraná e Distrito Federal. Devido ao sucesso do projeto piloto, o projeto ALI foi iniciado em Pernambuco no ano de 2009 e consequentemente nas 9 Empresas em Estudo de Caso (EEC) deste trabalho e em mais 991 outras empresas. Fazendo um total de 1.000 empresas que seriam atendidas pelo projeto ALI de 2009 a 2011, em Pernambuco. O papel dos agentes seria de induzir, orientar, articular e fomentar soluções à micro e pequenas empresas e participar efetivamente, ao final do programa, de uma pesquisa científica sobre a capacidade inovativa desta Organizações. O objetivo do projeto é ambicioso, ele tinha que levar a inovação para dentro das MPE, visando aumentar a competitividade e consequentemente, diminuir a taxa de mortalidade das mesmas. Inovar para continuar no mercado, essa era a ideia que o SEBRAE gostaria de levar para dentro das empresas. A inovação foi escolhida como alternativa do governo para motivar as MPE a continuarem abertas. O objetivo geral deste trabalho é obter o perfil de inovação de uma amostra de nove (9) Micro e Pequenas Empresas (MPE) dos setores de Turismo e Gastronomia localizadas em Jaboatão dos Guararapes, Recife, Cabo e Olinda. A metodologia escolhida foi o estudo de caso. O questionário de pesquisa do SEBRAE seria aplicado nos empreendimentos para medir o grau de inovação dos mesmos. Após um ano de projeto ALI o mesmo questionário de pesquisa fora aplicado novamente nas empresas do estudo de caso com o intuito de observar se elas tinham evoluído no grau de inovação global. Verificou-se que todas as empresas aumentaram seu Grau de Inovação Global (GIG) do momento T0 para o momento T1. Comparando relativamente os dois momentos (T0 e T1) o GIG da empresa 2 cresceu 191,7% no momento T1. O projeto ALI estimula a MPE a inovar e por isso, ele é muito importante para a economia tanto local quanto nacional
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5974
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia de Produção

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9468_1.pdf1,79 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.