Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4224
Title: Formação humana de jovens e adultos: elaboração, implementação e teste de um componente curricular em cursos tecnológicos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - Pernambuco
Authors: de Paula Benicio Cordeiro, Eugênia
Keywords: Formação Humana;Visão Integral;Plenitude do ser;Relações Intra e Interpessoais;Educação Emocional e Relacional
Issue Date: 1-Jan-2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Paula Benicio Cordeiro, Eugênia; Policarpo Junior, José. Formação humana de jovens e adultos: elaboração, implementação e teste de um componente curricular em cursos tecnológicos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - Pernambuco. 2012. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Abstract: Esta tese tem um caráter exploratório e propositivo, partindo da premissa de que as pessoas em geral não têm acesso, nas instâncias de socialização, a um processo de ensino que promova a formação humana e, por conseguinte, crescem sem conseguir discernir o que distingue os processos de hominização (tornar-se homem ou mulher) e de humanização (RÖHR, 2007), sem, portanto, compreender que este último depende de compromisso com o desenvolvimento consciente de habilidades intra e inter-relacionais. Portanto, ao reconhecer a necessidade de uma educação que sistematize e aponte o sentido da formação humana, este trabalho assume como objetivo geral a elaboração, implementação e teste de um componente curricular voltado para formação humana de jovens e adultos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco. A elaboração do componente curricular teve como fundamentação teórico-filosófica a contribuição do pensamento de autores, como: Röhr (2007) no que tange à responsabilidade do educador com a plenitude do ser do educando; a concepção de integralidade do Sistema Operacional Integral de Wilber (2008); a Paidéia grega na visão de Jaeger (2003); o caminho da individuação (JUNG, 2008a); a teoria dos âmbitos em López Quintás (2003); a educação emocional e relacional em Kusché e Greenberg (1994), dentre outros; os manuais da UNESCO/APINIEVE (1998, 2002, 2005). A implementação do componente ocorreu no período de 2009.2 a 2010.2, sendo sua testagem realizada por meio de métodos quantitativos e qualitativos. Para a realização do processo de testagem quantitativa do qual participaram 206 sujeitos (N=206), elaboramos e aplicamos uma escala de atitudes tipo Likert, a Escala de Compreensão de Aspectos da Formação Humana (EAFCH), com um total de 54 itens/variáveis, agrupados em três eixos temáticos: (1) Subescala de Relações Interpessoais e Conhecimento das Emoções (SRICE); (2) Subescala de Compreensão e Cultivo das Virtudes (SCCV); (3) Subescala de Predisposição para Ações e Decisões Responsáveis (SPADR). Essas subescalas foram validadas por meio de testes de correlação de Spearman seguidos dos testes de consistência interna de Alfa de Cronbach. Posteriormente, criamos os índices correspondentes a cada uma delas e com eles realizamos testes de correlação e o teste t de médias para uma mesma amostra que nos permitiram comprovar nossas quatro hipóteses: (1) Constatamos uma correlação positiva significativa entre os índices SPADR e SRICE, independente do período; (2) Constatamos uma correlação positiva significativa entre os índices SCCV e SRICE, independente do período; (3) Constatamos uma correlação positiva significativa entre os índices SCCV e SPADR, independente do período; (4) O teste t de médias para uma mesma amostragem demonstrou uma diferença substancial dos índices SRICE, SCCV e SPADR entre o momento anterior e o posterior à implementação do componente, ou seja, os índices apresentaram um aumento significativo no momento posterior. No que tange ao processo de testagem qualitativa, analisamos os relatos dos alunos a respeito do conteúdo estudado e suas auto-observações os quais ratificaram os achados estatísticos corroborando com a nossa hipótese geral: a formação humana precisa ser estimulada e pode ser viabilizada dentro do ensino tradicional, partindo da constatação de que o desenvolvimento do conhecimento a respeito das relações interpessoais, da compreensão das emoções, do conhecimento e cultivo de valores e virtudes, promovem um ganho substancial em termos de compreensão de aspectos do interior do ser humano influenciando positiva e significativamente na sua predisposição para ações e decisões responsáveis
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4224
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo9649_1.pdf2.98 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.