Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4177
Título: O discurso da avaliação institucional trajetória articulada no campo das políticas educacionais: um estudo de caso
Autor(es): CUNHA, Kátia Silva
Palavras-chave: Educação Superior; Universidade; Avaliação; Avaliação Institucional; Discurso
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Silva Cunha, Kátia; Macedo Gomes, Alfredo. O discurso da avaliação institucional trajetória articulada no campo das políticas educacionais: um estudo de caso. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: A presente tese analisa o discurso sobre a avaliação institucional na Universidade de Pernambuco e, de forma específica, analisa a relação entre a avaliação institucional e os processos de mudança institucional. O pressuposto central é que a avaliação como prática de uma instituição vem tensionando o campo da educação superior pela disputa e domínio do campo, o que se reflete nos discursos produzidos, assim como instrumentos, procedimentos e estratégias que são implementados, visando estabelecer resultados, escores, comparações e classificações que pontuam e qualificam indivíduos, práticas e instituições, orientados, em linhas gerais, ou pela perspectiva da formação e emancipação humana ou pela perspectiva tecnicista-produtivista. A base teórica de referência é a Teoria do Discurso, por compreendermos a avaliação como discurso e este como prática social. Analisando a avaliação como política, materializada no SINAES, objetivamos analisar o discurso construído sobre a avaliação institucional na Universidade de Pernambuco. Do ponto de vista metodológico realizamos entrevistas semi-estruturadas com gestores e membros da Comissão Própria de Avaliação e das Comissões Setoriais de Avaliação, observamos reuniões das Comissões, analisamos documentos produzidos e levantamos informações contextuais relevantes por meio de conversas informais com integrantes das unidades da UPE. Entre outras, a partir da análise dos dados, observamos que a avaliação como discurso político materializado em mecanismos reguladores busca definir o sentido da universidade como instituição no campo da educação superior. No interior da universidade os sujeitos re-significam a política de avaliação como resistência em realizar a avaliação institucional; constrói novas configurações quanto ao estabelecido na regulamentação nacional, evidente na formação das comissões de avaliação e sua função no interior da instituição; buscam alternativas para questionar os resultados obtidos pela UPE, questionando seus limites, possibilidades e implicações para as práticas institucionais. O que se observa que são re-significadas, validadas e legitimadas determinadas práticas que formam relação hegemônica entre o nacional e institucional
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4177
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo7661_1.pdf4,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.