Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4151
Title: A política educacional do PROEJA: implicações na prática pedagógica
Authors: Gouveia, Karla Reis
Keywords: Diversidade e diferença.;Currículo;Formação de professores;Prática pedagógica;Política educacional;PROEJA
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Reis Gouveia, Karla; Maria de Oliveira Melo, Márcia. A política educacional do PROEJA: implicações na prática pedagógica. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O presente trabalho apresentado em forma de tese de doutoramento em educação versa sobre as implicações da política educacional do PROEJA na prática pedagógica dos professores do IFPE Campus Recife. Tem como objetivo geral analisar a prática pedagógica docente em sua relação com a formação continuada docente e o currículo, a partir de recontextualização da política na prática, sob as influências dos textos políticos de diretrizes e de estratégias políticas do PROEJA e do contexto/texto institucional no IFPE Campus Recife. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, do tipo bibliográfica e documental, que teve como campo empírico o IFPE Campus Recife e como campo específico os cursos técnicos integrados PROEJA em: Eletrotécnica, Mecânica e Refrigeração e Ar Condicionado. A coleta de dados foi realizada através de: interrogação (questionários), entrevistas, documentos e observação da prática pedagógica docente. Para a realização das análises dos dados nos utilizamos da análise dos discursos da política a partir do ciclo de políticas (BALL, 1994) e da análise de conteúdos à luz das categorias teóricas recontextualização e discurso pedagógico (BERNSTEIN, 1996).Os sujeitos da pesquisa foram gestores (coordenadores de curso), pedagogos, professores e alunos. Como resultado pudemos confirmar nossa hipótese de pesquisa de que o não reconhecimento institucional do PROEJA como um espaço multicultural e intercultural permite, em certa parte, que os docentes dos IFs apresentem dificuldades no sentido de construir saberes pedagógicos específicos para a ação/realização de sua atividade docente, o que os faz contribuir com a promoção de situações de fracasso dos alunos e, conseqüentemente, com uma nova exclusão da escola, contrariando assim o caráter inclusivo da política . Apreendemos que as dificuldades de implementação da política do PROEJA no contexto da prática do IFPE Campus Recife envolveram vários aspectos relacionados às recontextualizações produzidas pelos professores: à forma não participativa de como a política foi implantada na Instituição sem o envolvimento dos sujeitos na elaboração do projeto pedagógico dos cursos; ao tipo de formação continuada proposta pela Instituição, o que provocou a não realização pelos docentes dos cursos e com isso a não apropriação dos saberes necessários ao trabalho pedagógico na perspectiva da Educação de Jovens e Adultos; o não reconhecimento pelos professores do discurso pedagógico oficial e local, no que concerne à perspectiva multicultural, e consequente ausência da uma prática pedagógica inclusiva intercultural; a prevalência das pedagogias visíveis e dos modelos de desempenho nas praticas pedagógicas docentes, relacionadas à instrumentalização dos estudantes para o mercado de trabalho. Concluímos que os docentes reconhecem as diferenças entre os estudantes, realizando um trabalho pedagógico com a diferença em sala de aula que valoriza a cognição, mas que menospreza as outras dimensões da educação multicultural
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4151
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5754_1.pdf2.25 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.