Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4078
Title: Educação e liberdade : o conceito de liberdade na pedagogia brasileira da década de oitenta
Authors: Gustavo Ferreira da Silva, André
Keywords: Filosofia; Educação; Liberdade; Década de Oitenta; Panorama
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Gustavo Ferreira da Silva, André; Rohr, Ferdinand. Educação e liberdade : o conceito de liberdade na pedagogia brasileira da década de oitenta. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: O objeto maior da investigação são os conceitos de liberdade subjacentes aos discursos pedagógicos no Brasil durante a década de oitenta. Defendemos o conceito de liberdade como categoria para uma nova síntese do pensamento pedagógico brasileiro, apontando identidades e distinções entre os vários discursos pedagógicos. Apresentamos também o contexto filosófico das principais idéias relacionadas a esses discursos. A investigação se justifica pelo fato de ampliar o debate pedagógico para além da discussão acerca de transposição didática e tecnologias de ensino. As reflexões de alguns educadores foram destacas com o intuito de representar o panorama da época. Nesse sentido, analisamos a presença do conceito de liberdade no discurso comportamentalista demonstrando sua relação com a criatividade; a presença do conceito de liberdade no discurso estruturalista e a aplicação da teoria da reprodução na análise da educação; tratamos do conceito de liberdade para a perspectiva gramsciana, composta pelos representantes da crítica social dos conteúdos, pelos ligados às metodologias alternativas de pesquisa e por demais gramscianos, que em comum trabalham a noção de hegemonia e a idéia do educador voltado para uma pedagogia da revolução; abordaremos a perspectiva da escola de Frankfurt que traz a noção de qualidade de vida humana coletiva e da educação enquanto ciência emancipatória; a perspectiva fenomenológica da educação no Brasil para a qual a liberdade está relacionada com a transcendência; por fim, tratamos do conceito de liberdade nos discursos freireanos, observando noções como conscientização e libertação. Após estas análises, relacionamos os conceitos de liberdade trabalhados com as propostas educacionais manifestos pelas correntes pedagógicas na década de oitenta, abordando as determinações de tais conceitos sobre o que manifestam como concepção, finalidade e conteúdos da educação. Assim, propomos o panorama das teorias pedagógicas brasileiras tendo como fio analítico o conceito de liberdade. Destarte, identificamos: o comportamentalismo enquanto uma pedagogia reformuladora que concebe seu processo pedagógico como desenvolvimento de habilidades, visando formar o individuo útil à sociedade e valorizando a aquisição de competências; os estruturalistas enquanto uma pedagogia libertária caracterizada por uma concepção autogestionária de educação e focada na abolição dos mecanismos de reprodução da dominação, onde os conteúdos e tarefas sejam legitimados pelo interesse coletivo; os gramscianos como a pedagogia contra-hegemônica para os quais a educação é um instrumento de revolução e deve contribuir para o acirramento das contradições, valorizando os conteúdos crítico-dialéticos; os frankfurtianos e a pedagogia emancipatória que concebem o processo pedagógico enquanto construção da qualidade de vida, superando a alienação-reificação; os fenomenólógos e a pedagogia da transcendência que pensam a educação como processo e projeto existencial e coletivo, que tem como finalidade a construção do existir autêntico num mundo aberto, valorizando a diversidade; e, os freireanos enquanto a pedagogia da libertação que concebem a educação enquanto processo de conscientização e libertação visando a humanização e valorizando como conteúdos e tarefas aqueles legitimados pela participação. O trabalho, além de outras considerações, aponta que o uso da categoria liberdade contribui para precisar o lugar teórico de correntes de mesmo matiz ideológico e para distinguir as concepções, finalidades e conteúdos propostos por correntes pedagógicas subsidiadas por matrizes filosóficas correlatas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4078
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5439_1.pdf3.52 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.