Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4033
Title: Ambientes digitais de projetação : um estudo da habilidade em estudantes de Arquitetura com a simulação do sombreamento e da ventilação para a Cidade do Recife
Authors: MACÊDO, Alexandre Braz de
Keywords: Aparência Arquitetônica; Conforto Térmico; Projeto de Arquitetura Auxiliado por Computador; Ensino de Arquitetura
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Braz de Macêdo, Alexandre; Gitirana Gomes Ferreira, Verônica. Ambientes digitais de projetação : um estudo da habilidade em estudantes de Arquitetura com a simulação do sombreamento e da ventilação para a Cidade do Recife. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Os estudantes de Arquitetura utilizam normalmente ambientes digitais de projetação que permitem simular, por meio de softwares gráficos por manipulação direta, as formas e os espaços que definem composições arquitetônicas. Esta pesquisa tem por objetivo investigar a habilidade do estudante de uma faculdade pública de arquitetura, quanto à geração da forma e do espaço arquitetônico adequados à Cidade do Recife na fase de concepção volumétrica, por meio da simulação do sombreamento e da entrada e saída da ventilação. Para tanto, foi elaborado um estudo de caso através de um experimento aplicado em 14 estudantes de arquitetura, dos quais metade é do segundo semestre e a outra metade cursa entre o oitavo e décimo semestre da mesma instituição. Cada estudante, individualmente, desenvolveu um projeto de um volume de uma escola pública infantil, com horário de funcionamento das nove às quinze horas e estabelecida uma situação climatológica semelhante a da Cidade do Recife. Dois princípios bioclimáticos essenciais, limitados ao horário de funcionamento da escola, foram solicitados na tarefa o sombreamento e a permeabilidade à ventilação. Após a análise das tarefas, verificou-se que os sujeitos do grupo do segundo semestre responderam melhor às solicitações para a proteção do espaço da insolação direta, bem como para o aproveitamento da ventilação natural, por meio de estratégias de projetação e recursos de forma simulados digitalmente. Já o outro grupo de estudantes, entre o oitavo e décimo período, mesmo reconhecendo os conceitos bioclimáticos, as estratégias e os recursos, e tendo igualmente as utilizadas simulações digitais, optou por aspectos visuais arquitetônicos em detrimento da habitabilidade
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4033
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Educação Matemática e Tecnológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo83_1.pdf8.96 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.