Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3939
Título: Investigando o processo de transposição didática externa: o conceito de transformação química em livros didáticos
Autor(es): CHAGAS, José Aercio Silva das
Palavras-chave: Reação química;Saber sábio;Saber escolar;Transposição didática externa;Organização praxeológica
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Aercio Silva das Chagas, José; Câmara dos Santos, Marcelo. Investigando o processo de transposição didática externa: o conceito de transformação química em livros didáticos. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar como ocorre o processo de transposição didática externa (TDE) do conceito de transformação química presente nos livros didáticos e analisar como esse conceito é re-significado, enquanto saber escolar, no domínio desses manuais didáticos. Utilizamos como suporte teórico, nesse estudo, a Teoria da Transposição Didática (Chevallard, 1991) e a Teoria Antropológica do Didático (Chevallard, 1999). O outro eixo teórico apresentado, no domínio dessa investigação, relacionado ao percurso histórico do conceito de reação química, deve ser compreendido como eixo complementar e, ao mesmo tempo, como substrato em que é engendrado o saber sábio reação química. Essa pesquisa considerou o vigor e fecundidade teórica da teoria da Transposição Didática para refletir sobre as questões relativas à problemática dos saberes e o suporte metodológico advindo da teoria Antropológica do Didático, notadamente, da organização praxeológica. A utilização da organização praxeológica, ou seja, do exame de tarefas, técnicas, tecnologias e teorias, possibilitou o entendimento e a modelagem do desenvolvimento de conceitos e procedimentos, contidos nas tarefas. Verificamos manifestações da transposição didática externa nos dois planos de análise viabilizados na pesquisa, ou seja, no exame dos capítulos que tratam do conceito de reação química, no domínio do saber sábio e do escolar, bem como na análise da organização praxeológica presente nos saberes citados. Observamos a manifestação do envelhecimento de saberes na apresentação da irreversibilidade como critério de diferenciação de reações químicas e transformações físicas; a necessidade de 'vigilância epistemológica' em função do uso da linguagem informal e próxima do senso comum; e manifestações da noosfera no sentido de compatibilizar o sistema de ensino com a sociedade da época, como por exemplo, atendimento a exigências da pedagogia tecnicista
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3939
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3420_1.pdf1,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.