Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3865
Title: A criança em interação social no berçário da creche e suas interfaces com a organização do ambiente pedagógico.
Authors: Karla Gomes Ramos, Tacyana
Keywords: Desenvolvimento afetivo e cognitivo da criança; Organização do ambiente pedagógico; Educação Infantil; Interação social no berçário
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Karla Gomes Ramos, Tacyana; Isabel Patricio de Carvalho Pedrosa, Maria. A criança em interação social no berçário da creche e suas interfaces com a organização do ambiente pedagógico.. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: O presente trabalho apoia-se em um referencial sociointeracionista e dialoga com autores que norteiam a discussão sobre os recursos sociocomunicativos das crianças para significar experiências, compartilhar e transformar conhecimentos. O ambiente pedagógico do berçário na creche é aqui entendido como um contexto de construções sociais e um rico meio de a criança se desenvolver através de suas vivências, explorações, oportunidades de interações, no uso ativo de recursos que ela emprega para se comunicar, agir e significar (CAMPOS-DE-CARVALHO e colaboradoras, 2004; ROSSETTI-FERREIRA, AMORIM, SILVA, CARVALHO, 2004; WALLON, 1986; ZABALZA, 1987). Procura-se examinar a interação de criança criança e criança adultos profissionais nas práticas cotidianas do berçário e suas implicações na organização do ambiente pedagógico favorável às aquisições socioafetivas e cognitivas da criança. Participaram da pesquisa duas professoras, seis Auxiliares de Desenvolvimento Infantil (ADIs) e 31 crianças de dois Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) da cidade do Recife, de ambos os sexos, com idades entre oito meses e um ano e sete meses, pertencentes ao agrupamento etário denominado de berçário. As crianças foram observadas nas suas próprias salas de convivência, com a presença de professoras e Auxiliares de Desenvolvimento Infantil. As observações foram videogravadas e ocorreram em quatro momentos da jornada diária da creche, a saber: a) momentos de ações dirigidas às crianças pelo adulto; b) ocasiões de atividades de livre escolha pela criança; c) durante almoço; e d) no horário do repouso, após o almoço. Foram realizadas 38 sessões de filmagem, perfazendo um total de 19 horas de observação, realizadas durante um período de três meses. Os dados foram tratados por meio da análise microgenética, em que cada sessão foi observada atentamente a fim de serem recortados episódios interacionais orientados por dois conjuntos de indicações: a) engajamento social entre coetâneos; e b) engajamento de crianças com adultos profissionais nas práticas cotidianas do berçário. O comportamento interativo da criança revela uma busca por várias experiências que lhe permitem fazer descobertas, tecer relações quando manipula objetos que o adulto lhe disponibiliza, quando explora o mobiliário da sala e escolhe áreas para a realização de suas atividades, etc. De acordo com seus interesses, as crianças entram em contato com um campo de oportunidades de construção conjunta, elaborando, dessa forma, um modo particular de agir nas distintas situações sociais que experimentam durante a jornada diária na creche. As capacidades reveladas pela criança pequena para o engajamento social nos dão indícios de que seu desenvolvimento é um processo ativo em função das relações sociais e afetivas nas quais está envolvida. Diante daversatilidade social da criança, a organização do ambiente pedagógico propulsor das aquisições socioafetivas e cognitivas infantis deve pautar-se no respeito aos diferentes tempos, ritmos, necessidades e motivações da criança. O trabalho pedagógico deve planejar a organização de situações educativas socialmente relevantes e pessoalmente significativas, que ampliem possibilidades expressivas da criança e oportunizem brincadeiras entre pares, exercício da autonomia, construção de conhecimentos e partilha de significados, circunscrevendo, portanto, um espaço social de experiências favoráveis à formação de vínculos e co-construções
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3865
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3139_1.pdf6.11 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.