Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3841
Título: Sociogênese do conceito de etnia negra na educação brasileira
Autor(es): Maria Martins da Silva, Auxiliadora
Palavras-chave: Processo Civilizador;Educação Brasileira;Etnia Negra.
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maria Martins da Silva, Auxiliadora; Fernandes de Souza, Edilson. Sociogênese do conceito de etnia negra na educação brasileira. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Nesta tese, discutimos a Sociogênese do Conceito de Etnia Negra na Educação Brasileira, na perspectiva da autobiografia de mestres/as e de um doutor negro. O que se constituiu como motivação primordial para esse estudo foram as perguntas lançadas cotidianamente acerca das possibilidades da emergência de uma pedagogia que considere os saberes científicos historicamente construídos pelos africanos e seus descendentes no Brasil, país construído na base do escravismo e, ainda hoje, atravessado por relações sociais pautadas pelo racismo institucional. Essa realidade estudada, interpretada e analisada não poderia deixar de fora a importância do protagonismo do Movimento Social Negro que, numa leitura de longo prazo, demonstrou funcionar, em nossa sociedade, como sujeito histórico e coletivo na luta contra o racismo, luta que incorporou e ressignificou o conceito de raça e, nos últimos anos, de acordo com os dados levantados na pesquisa, observa-se a introdução do conceito de etnia negra na educação oficial brasileira, promulgando leis acerca da questão racial e a introdução, nos currículos escolares, dos saberes africanos e afrodescendentes. Investigamos, nesse sentido, autobiografias e documentos acerca dos referenciais históricos, formativos, simbólicos, afrodescendentes, perscrutando as práticas pedagógicas que apontam para uma luta pelo equilíbrio de poder entre negros/as e brancos/as na produção e difusão dos saberes científicos de matriz africana e afrodescendente, de modo a superar a condição de outsiders da população negra no campo da intelectualidade brasileira. Dados colhidos também junto ao Portal da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - e aos sujeitos de pesquisa nos possibilitaram identificar o professor - doutor Henrique Antunes Cunha Júnior como um importante protagonista da apropriação, ressignificação e veiculação, através de textos científicos, documentos educativos e outros materiais portadores de textos escritos e ilustrações do conceito de etnia negra no campo da educação brasileira enquanto uma estratégia de luta pelo poder para os afrodescendentes: Poder de Ser Mais diante da imposição do Ser Menos numa sociedade hierarquizada e inferiorizante do negro e da negra
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3841
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2576_1.pdf1,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.