Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3781
Título: Rádio comunitária e Educação Ambiental : análise da relação entre prática educomunicativa e concepção de meio ambiente de jovens comunicadores
Autor(es): MARQUES, Marlos Feitosa
Palavras-chave: Educomunicação; Educação Ambiental; Concepção de meio ambiente; Rádio Comunitária; Tecnologias da Informação e Comunicação.
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Feitosa Marques, Marlos; Paulino Abranches, Sergio. Rádio comunitária e Educação Ambiental : análise da relação entre prática educomunicativa e concepção de meio ambiente de jovens comunicadores. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Este trabalho de dissertação teve como objetivo geral analisar como o uso educomunicativo da rádio comunitária por jovens responsáveis pela realização de programas de Educação Ambiental se relaciona com a concepção de meio ambiente destes sujeitos. A pesquisa se justificou principalmente pela carência de estudos na área, pela necessidade de compreender mais profundamente como se desenvolve o processo educomunicativo e para saber quais as suas consequências sóciocognitivas, especialmente para as concepções de meio ambiente. Nesta perspectiva, estabelecemos três objetivos específicos: analisar o processo de realização de dois programas de rádio por grupos de jovens diferentes; identificar a concepção de meio ambiente dos jovens responsáveis pelos programas radiofônicos e relacionar as práticas radiofônicas de cada grupo às concepções de meio ambiente dos sujeitos. A Hipótese do estudo se baseou na ideia de que o uso educomunicativo da rádio comunitária favorece a concepção de meio ambiente de jovens responsáveis pela realização de programas de Educação Ambiental, ao proporcionar um conjunto de processos democráticos, participativos, críticos, transformadores, dialógicos, multidimensionais e éticos, demandando a mediação de um educomunicador, o uso coletivo e criativo de tecnologias, a pesquisa, a leitura, a discussão e a adaptação colaborativa dos conteúdos trabalhados à linguagem radiofônica. A metodologia foi desenvolvida através de 12 viagens a campo onde utilizamos como métodos de coleta de dados entrevistas e observação não participante. Acompanhamos as etapas de produção e veiculação dos programas e a análise das práticas radiofônicas foi referenciada em autores da fundamentação do trabalho, especificamente das áreas da Educação Ambiental (LIMA, 1999) e educomunicação (SOARES, 2004). Para identificação das concepções de meio ambiente dos sujeitos utilizamos a classificação de correntes de Educação Ambiental de Sauvé (2005). A análise de dados se pautou pelo método de análise de conteúdo (FRANCO, 2008; MORAES, 2010). Os resultados demonstraram que apenas um dos grupos estudados utilizou-se de práticas radiofônicas que se aproximaram dos preceitos educomunicativos e que isto facilitou as concepções de meio ambiente dos sujeitos nos seguintes aspectos: aprofundamento temático, diversidade de concepções e quantitativo de falas, nos programas e nas entrevistas. A hipótese do estudo foi corroborada, pois todos os seus elementos constituintes foram trabalhados na prática radiofônica do grupo destacado. Em geral, concluímos que a prática radiofônica educomunicativa se relacionou com o aparecimento de reflexos diretos e indiretos, como a reinterpretação e ressignificação de conteúdos, conceituações populares a partir de definições cultas, destrinchamento de macro em microtemas, proximidade das concepções de meio ambiente dos sujeitos com as idéias de autores da literatura acadêmica e formação cidadã e profissional
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3781
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação Matemática e Tecnológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2890_1.pdf1,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.