Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3767
Título: O currículo e suas implicações nas relações sociais de gênero entre estudantes do ensino fundamental da rede municipal de ensino do Recife-PE
Autor(es): FREIRE, Eleta de Carvalho
Palavras-chave: Currículo escolar;Cultura;Relações de gênero
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Carvalho Freire, Eleta; Batista Neto, José. O currículo e suas implicações nas relações sociais de gênero entre estudantes do ensino fundamental da rede municipal de ensino do Recife-PE. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: O objeto de estudo dessa pesquisa é o currículo e suas implicações nas relações sociais de gênero entre estudantes do ensino fundamental da rede municipal de ensino do Recife PE. A pesquisa teve como objetivo compreender as implicações do currículo escolar na construção das relações de gênero entre estudantes do ensino fundamental. Para isso, buscou-se, especificamente, identificar e analisar no currículo prescrito elementos implicados na construção das relações sociais de gênero entre os e as estudantes e identificar e analisar nas práticas curriculares elementos que contribuam para compreensão dos processos históricos e culturais envolvidos na construção das relações sociais entre os gêneros. A investigação se insere no campo dos Estudos Culturais em função da centralidade que a cultura assume nestes, dos nexos que estabelecem com os estudos curriculares e de gênero e de sua afinidade com as metodologias adotadas nas pesquisas em educação. Está ancorada nos pressupostos pós-estruturalistas e na teorização póscrítica do currículo que possibilitam analisar e compreender o trato dado às diferenças culturais de gênero no currículo escolar. A Rede Municipal de Ensino do Recife (RMER) constituiu-se como campo empírico da investigação do qual foram analisados os documentos e as práticas curriculares vivenciadas no dia a dia da escola. Os resultados encontrados apontam que os textos curriculares colocam as situações de desigualdades socioeconômicas no centro do debate, defendem princípios como justiça e inclusão social e denotam compromisso político com os ideais de construção de uma sociedade democrática. No entanto, expressam certo distanciamento da dimensão da cultura no seu sentido mais amplo de elemento que abrange toda produção material e simbólica de uma sociedade, incluindo a produção das diferenças entre os gêneros. Em conseqüência tem-se a opacificação das diferenças culturais no texto curricular que resulta no silenciamento sobre as relações de gênero no currículo, apontando os vínculos entre o currículo da RMER e a concepção de cultura herdada da modernidade que, por sua vez, reiteram a construção de relações sociais de gênero, ancoradas na dicotomia entre pares, que historicamente sustentou a oposição entre masculino e feminino. Em relação às implicações das práticas curriculares na construção das relações de gênero entre os e as estudantes, observou-se igualmente certa opacificação das tensões motivadas pela diferença entre os gêneros. Assim, o currículo escolar, uma vez ancorado na concepção de cultura moderna, estaria implicado na construção das relações sociais de gênero entre os e as estudantes do ensino fundamental. Assim, o currículo operaria através dos elementos presentes na formação dos professores e professoras, expressando-se nas leituras que estes e estas fazem da realidade escolar e apoiando suas práticas pedagógicas no que diz respeito ao trato com as questões de gênero
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3767
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo235_1.pdf2,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.