Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3701
Título: A explicação na prática discursiva-pedagógica no ensino de ciências naturais
Autor(es): Ribeiro de Lira, Mirtes
Palavras-chave: Explicação; Ensino de Ciências; Prática discursiva; Didática
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Ribeiro de Lira, Mirtes; Martins Teixeira Macedo, Francimar. A explicação na prática discursiva-pedagógica no ensino de ciências naturais. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: A palavra explicação, tanto em seu uso corrente quanto em seus empregos, remete a universos de sentidos. Embora a explicação seja inerente à prática discursiva dos saberes cotidianos da sala de aula, não se tem muito claro o que vem ser explicação no ensino de Ciências. Assim, um dos objetivos deste trabalho é investigar o conceito de explicação, na visão dos professores de ensino de Ciências. Participaram deste estudo duas professoras de Ciências do 6º ano do Ensino Fundamental e seus respectivos alunos. A construção dos dados se deu através de entrevistas e da videogravação das aulas das respectivas professoras. Foi realizado um paralelo dos conceitos apresentados pelas professoras com o conceito que assumimos neste estudo uma atividade verbal metacognitiva, construída dialogicamente, que tem como propósito evidenciar um conhecimento científico , chegando a algumas conclusões que servirão de reflexão e aprofundamentos para futuras pesquisas, a saber: é ponto coincidente nas duas concepções a ausência do entendimento da constituição dialógica da explicação para a construção do conhecimento; para as professoras, na explicação o professor aparece como ponto específico. Neste sentido, ela é apenas ofertada; não se fez menção da explicação como atividade metacognitva, uma vez que explicar requer uma reelaboração dos próprios conhecimentos, dos conceitos. Não foi identificada a questão da interatividade na relação professor-aluno, durante a explicação, e o conceito de explicação das professoras parece, ainda, estar atrelado ao conceito de explicação do senso comum, no sentido de esclarecer, tornar fácil, embora, exista um prenunciar de um entendimento do que é ensinar Ciências, quando relacionam com apropriação de um conhecimento científico para a prática do cotidiano. Assim, as conclusões desta pesquisa evidenciam a necessidade dos professores atentarem mais para as explicações científicas no desenvolvimento de capacidades explicativas dos alunos. Entretanto, o alcance de tal objetivo requer uma atenção na formação científica e didática dos professores e um posicionamento mais crítico em relação ao livro didático
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3701
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo184_1.pdf1,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.