Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3643
Título: Produção, extração e caracterização de surfactante por Bacillus subtilis R14
Autor(es): FERNANDES, Paulo André Vicente
Palavras-chave: Biossurfactante; Bacillus subtilis; Lipopeptídios; Atividade antimicrobiana
Data do documento: 2006
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: André Vicente Fernandes, Paulo; Camelo Pessoa de Azevedo Ximenes, Eulália. Produção, extração e caracterização de surfactante por Bacillus subtilis R14. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo: Os lipopeptídeos representam uma classe de surfactantes microbiológicos com crescente interesse científico, terapêutico e biotecnológico. O gênero Bacillus é um produtor destes compostos ativos, entre eles B. subtilis que produz surfactina, o mais potente biossurfactante conhecido. Estes compostos atuam como antibióticos, antivirais, agente antitumorais, imunomoduladores e inibidores enzimático. Neste trabalho foram avaliadas a produção, a extração e a caracterização de surfactantes obtidos pelo cultivo de B. subtilis R14, bem como sua atividade antimicrobiana e propriedades físicoquímicas. Durante o cultivo em meio quimicamente definido, a tensão superficial do meio foi reduzida de 54 mN/m no início do crescimento microbiano para 30 mN/m após 20 h. Uma concentração de surfactante bruto de 2 g/L foi obtida depois de 40 h de cultivo. Uma caracterização preliminar sugeriu que dois surfactantes foram produzidos, surfactina e iturina A. A avaliação antimicrobiana destes compostos foi realizada frente a cepas de bactérias multidrogas-resistente de Enterococcus faecalis, Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Salmonella entérica. Todas as cepas foram sensíveis aos surfactantes, em particular a Gram-positva Enterococcus faecalis. Os lipopeptídeos produzidos apresentaram-se termoestáveis, estáveis em uma faixa de pH de 4 a 8. e até 20% de salinidade. Os resultados demonstram que os lipopeptídios têm um amplo espectro de ação e aplicação, incluindo atividade antimicrobiana frente microrganismos com perfil de multirresistência
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3643
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6459_1.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.