Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3434
Título: A oralidade e a imagética em Luiz Gonzaga: uma análise de conteúdo da obra musical do Rei do Baião
Autor(es): LIMA, José Mário Austregésilo da Silva
Palavras-chave: Comunicação; Cultura; Discurso; Oralidade; Tradição
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Mário Austregésilo da Silva Lima, José; Anastácio Momesso, Luiz. A oralidade e a imagética em Luiz Gonzaga: uma análise de conteúdo da obra musical do Rei do Baião. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: Este trabalho constitui-se de uma análise de conteúdo da obra musical de Luiz Gonzaga, fundamentado em pesquisa qualitativa. A oralidade na sua produção cultural foi analisada, através de causos e letras de músicas que revelam narrativas do Sertão, importantes para a compreensão das representações do cotidiano nordestino. O trabalho aborda a influência de Gonzaga na construção da identidade cultural brasileira, observada nas narrativas da nação. Aborda, ainda, a sua concepção de um projeto de identidade nordestina, formado pela polifonia característica do Sertão. A abordagem da obra, é vista pelos atos comunicativos do compositor de admiração e reciprocidade, focadas no ser humano e discute a inserção da cultura nordestina, no âmbito nacional, onde Gonzaga desfaz equívocos quanto à identidade do homem e da região, provocando uma nova visão da cultura brasileira. A pesquisa aborda também a construção de um espaço para o idioma regional, onde cultura rural, inserida no urbano, provoca o deslocamento da identidade brasileira. Aspectos como as relações do compositor com a indústria cultural, sua produção discográfica, o radio como mídia mais importante da época, são vistos como fundamentais para a compreensão da cultura brasileira. Finalmente, Gonzaga é visto, pela espacialidade e transitoriedade, como um homem traduzido, através da construção de uma obra musical, caracterizada como cultura de raiz, produzida na era da modernidade, capaz de superar a relação entre o tradicional e o moderno
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3434
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Comunicação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4689_1.pdf7,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.