Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/29056
Título: Modelo de composição quali-quantitativa de refeições para prática educativa em unidades de alimentação e nutrição
Autor(es): SILVA, Andresa Montana Rodrigues
Palavras-chave: Guias Alimentares; Educação Alimentar e Nutricional; Alimentação Saudável
Data do documento: 15-Jan-2019
Citação: SILVA, A. M. R.
Resumo: A alimentação adequada é essencial para crescimento e desenvolvimento dos seres humanos, cujo papel é assegurar ao organismo: energia e nutrientes para o desempenho de suas funções, com vista à promoção e manutenção de um bom estado de saúde. Mudanças nos padrões de consumo alimentar, influenciadas pelo crescente processo de industrialização e urbanização dos séculos XX e XXI, apontam para a adoção de dietas com alta densidade calórica proveniente de açúcares e gorduras, todavia, insatisfatórias quanto ao aporte de micronutrientes, estando associada à alta prevalência de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). Frente às transformações no estilo de vida e perfil alimentar e nutricional da população, guias alimentares tornaram-se ferramentas importantes para escolhas alimentares saudáveis e consumo adequado dos diferentes tipos de alimentos. Este trabalho teve como objetivo, elaborar modelo de composição quali-quantitativa de refeições para prática educativa. Neste sentido, foram utilizados quatro procedimentos: 1. Estabelecimento de porções por grupos alimentares e seus respectivos valores calóricos para uma dieta de 2.000kcal/dia, incluindo alimentos habitualmente consumidos na região nordeste; 2. Elaboração de tabelas para cada grupo alimentar, conforme níveis da pirâmide alimentar, com porções em grama; medida caseira e composição nutricional obtida a partir do banco de dados do software NutWin versão 1.5, instituído pela Universidade Federal de São Paulo, possibilitando indicações para escolhas inteligentes. 3. Composição de desjejum, almoço e jantar utilizando médias da composição química encontradas na distribuição dos alimentos por grupos alimentares. 4. Adequação nutricional de calorias, macronutrientes, fibras, cálcio, ferro e sódio, tendo como referências, o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) (BRASIL, 2006), e Dietary Reference Intakes (DRIs) (IOM, 2005). Os resultados apontaram distribuição calórica do desjejum (21,83%), almoço (43,66%) e jantar (34,53%) considerados satisfatórios, uma vez que o Programa do Trabalhador estabelece de 15 a 20% e de 30 a 40% para pequenas e grandes refeições, respectivamente. No que tange aos percentuais de adequação nutricional em relação ao VET, carboidrato (59,99%), proteína (18,54%) e lipídio (22,37%), o modelo proposto revelou a oferta de uma alimentação adequada, em comparação às DRIs. Análogas às recomendações do PAT, apenas a proteína apresentou condição a maior, em 3, 54%. Os valores obtidos para fibra (35,21g), ferro (20,02 mg), cálcio (1003,90 mg) e sódio (1.134,80 mg), também se mostraram ajustados às recomendações. A partir dos resultados obtidos, observou- se a adequada alimentação oferecida na proposta de modelo para composição de refeição, fato que possibilita a manutenção da saúde e a promoção de hábitos nutricionais saudáveis, mostrando-se pertinente e factível para aplicação do planejamento, avaliação e orientação de refeições, favorecendo tomadas de decisão direcionada à autonomia alimentar, tendo como princípio a responsabilidade pessoal.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/29056
Aparece na(s) coleção(ções):TCC - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SILVA. Andresa Montana Rodrigues .pdf1.82 MBAdobe PDFVer/Abrir    Item embargado


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons