Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2077
Title: Produção de ácidos graxos poliinsaturados (PUFAs) por Cunninghamella elegans UCP 542 em substratos alternativos
Authors: Kelli Barbosa da Silva, Grayce
Keywords: Ácidos graxos poliinsaturados;Micro-organismos oleaginosos;Rejeitos agroindustriais
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Kelli Barbosa da Silva, Grayce; Maria de Campos Takaki, Galba. Produção de ácidos graxos poliinsaturados (PUFAs) por Cunninghamella elegans UCP 542 em substratos alternativos. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Os fungos filamentosos da ordem Mucorales são conhecidos por possuírem elevadas concentrações de ácidos graxos da família ômega 6. Neste sentido, foi investigada a produção de ácidos graxos poliinsaturados PUFAs por Cunninghamella elegans UCP 542 (Ordem Mucorales), utilizando glicerina e milhocina como substratos alternativos, visando à minimização dos custos de produção. Os estudos foram realizados empregando-se um planejamento fatorial 22, tendo como variável resposta crescimento radial e morfologia, produção de biomassa, lipídeos totais e ácidos graxos. A partir dos resultados obtidos observou-se que a glicerina e a milhocina não influenciou na estrutura morfológica da C. elegans, no entanto, estatisticamente estas fontes influenciaram no crescimento radial. O pH influenciou na produção de biomassa e de lipídeos. O ensaio 4 (7,9ml/L de glicerina, e 0,2g asparagina) e o ensaio 4 (7,9ml/L de glicerina, 0,2g asparagina e 6% de milhocina) apresentaram maior produção de biomassa (1,7g/L) e (2,5g/L) e lipídeos totais (8,0%) e (8,0%), respectivamente. A glicerina e a milhocina aumentaram a produção do ácido palmitico em 100 e 560 vezes a produção do ácido Linoléico, e reduziram a concentração do ácido Oléico e do ácido Gamalinolênico. Portanto, os rejeitos agroindustriais (glicerina e milhocina) mostraram que podem ser fontes alternativas de carbono e nitrogênio, a fim de propiciar a produção de insumos biotecnológicos de elevado valor agregados e de baixo custo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2077
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6482_1.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.