Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18067
Título: Ensino religioso e diálogo na escola: um estudo sobre a reconstrução /ressignificação histórica da disciplina a partir do conceito pós-estruturalista de identidade na cidade de João Pessoa
Autor(es): ESTRELA, Karla Alexandra Dantas Freitas
Palavras-chave: Educação; Ensino Religioso; Identidade; Tolerância; Discurso; Education; Religious Teaching; Identity; Tolerance; Speech
Data do documento: 22-Abr-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: No atual contexto pós-moderno assiste-se a uma crise de identidade em vários setores da vida em sociedade. Sem o vínculo inflexível aos antigos dogmas, não há uma forte prisão em/a modelos e, com isso, os sujeitos veem diante de si uma série de possibilidades e de escolhas que podem ou não seguir. Neste novo cenário de queda de paradigmas, constatamos a crise de identidade da disciplina de Ensino Religioso (ER), especificamente em escolas públicas, e a necessidade de sua reconstrução/ressignificação a partir da atual LDB. É sobre esta nova realidade pós LDB 9394/96, de busca por um Ensino Religioso não proselitista, que justificamos a relevância desta pesquisa, desenvolvida em escolas públicas estaduais da cidade de João Pessoa-PB. O estudo foi baseado em entrevistas com colaboradores de quatro escolas da região central da capital da Paraíba (em cada escola: 01 diretor, 01 professor de ER e 02 alunos do 9º ano do ensino fundamental) e na análise das diretrizes estaduais sobre o componente curricular em questão, com observação do ambiente escolar. Nosso maior questionamento girou em torno da constatação ou não de se com as novas diretrizes nacionais, uma nova identidade formativa estava sendo realizada junto ao ER nos espaços investigados e caso essa reconfiguração identitária ocorra, como ela orienta os alunos para o respeito e tolerância frente às diferenças religiosas do outro. Para tal, a investigação foi fundamentada metodologicamente na Análise de Discurso de linha francesa, associada à Teoria do Discurso pós-estruturalista de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe. Também fizemos uso teoricamente do trabalho de Stuart Hall sobre a crise de identidade contemporânea e das reflexões sobre a Modernidade Líquida de Zigmunt Bauman. Os resultados apontaram para um ER marcado por uma fase de transição em que, embora se identifique elementos de uma ideologia laica, esta é hibridizada a outra ideologia valorativa cristã, portanto ainda proselitista, que objetiva dar sentido a vida das pessoas através dessa disciplina, orientando-as nessa nova ordem social.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18067
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Karla Alexandra Dantas Freitas Estrela_DISSERTAÇÃO PARA DEPÓSITO_06_2016.pdf2,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons