Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1790
Title: Influência da fonte de carbono na produção de biosurfactante por espécies de Pseudomonas isoladas de efluente agroindustrial
Authors: dos Santos Tavares Pereira, Danielle
Keywords: Pseudomonas;Biosurfactante;Óleo de milho
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: dos Santos Tavares Pereira, Danielle; da Paz Carvalho da Silva, Maria. Influência da fonte de carbono na produção de biosurfactante por espécies de Pseudomonas isoladas de efluente agroindustrial. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Os biosurfactantes possuem diversas vantagens em relação aos surfactantes sintéticos, tais como: baixa toxicidade, biodegradabilidade, grande diversidade química e estrutural. Este estudo objetivou: 1) Isolar bactérias do gênero Pseudomonas de efluente agroindustrial; 2) Detectar a produção in vitro do biosurfactante ramnolipídico; 3) Verificar a utilização de óleo de milho na produção de biosurfactante em cultura líquida e 4) Caracterizar parcialmente o biosurfactante produzido sobre óleo de milho por cromatografia de camada delgada (CCD). Três bactérias do gênero Pseudomonas foram isoladas do efluente proveniente da lavagem de cana de açúcar da S.A. Usina Coruripe Açúcar e Álcool (Estado de Alagoas) e identificadas em nível de espécie, utilizando o kit API20E (BioMérieux, France), como sendo P. aeruginosa, P. putida e P. fluorescens. O meio de Siegmund & Wagner (SW) foi usado para caracterizar as linhagens produtoras de ramnolipídios sendo a produção deste biosurfactante in vitro evidenciada apenas para a espécie de P. aeruginosa. A produção de ramnolipídio em meio liquido pelo isolado de P. aeruginosa, tendo como fonte de carbono 1 % de óleo de milho, revelou uma maior concentração (200,58 mg/L) com 120 h de incubação, durante a fase estacionária, embora nenhuma alteração acentuada do pH tenha sido verificada. O biosurfactante foi também caracterizado por meio de técnicas de cromatografia de camada delgada, o qual foi possível ser detectado e cujos valores de Rf foram semelhantes a aqueles descritos na literatura para as diferentes formas estruturais de ramnolipídios
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1790
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4541_1.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.