Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17758
Título: A educação para e pelo lazer no Colégio Americano Batista: uma análise dos dispositvos de controle das emoções à luz da teoria elisiana
Autor(es): COSTA, Marcos André Nunes
Palavras-chave: Educação, Lazer, Processo Civilizador, Emoções;Education. Laisure. Civilizing Process. Emotions
Data do documento: 11-Jun-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Esta pesquisa, materializada no campo da história da educação, procurou realizar uma leitura da realidade das práticas de lazer no Colégio Americano Batista entre as décadas de 60 e 90 do século XX. Leitura balizada pelo diálogo multireferencial entre diferentes áreas do conhecimento como o lazer e a religião, onde foram estabelecidas relações entre alguns atores da pesquisa que vivenciaram o CAB nesse período histórico e as adesões teóricas aqui firmadas, sempre norteadas pelo viés elisiano. Tecemos as análises a partir da hipótese de que, em nome da religião, havia certa predileção por práticas de lazer em detrimento a outras que destoavam das normas vigentes e, consequentemente figuravam uma tensa relação de controles e permissividades das emoções dos alunos. Como problema de pesquisa, elegemos: como a educação para e pelo o lazer, permeada pelos dispositivos de controle das emoções, foi configurada no Colégio Americano Batista entre os anos de 1960 e 1990? Por conseguinte, o objetivo do trabalho é analisar a educação para e pelo lazer, permeada pelos dispositivos de controle das emoções no Colégio Americano Batista entre anos de 1960 a 1990. E para dar suporte à concretização deste objetivo, erigimos os objetivos específicos: 1) Compreender a relação entre o lazer e a educação, analisando como se fomentou o processo civilizatório de práticas de lazer, no marco temporal escolhido; 2) Refletir sobre os processos educacionais que favorecem o controle das emoções desenvolvidos no interior do Colégio Americano Batista a partir dos referenciais evangélicos de educação e lazer. Para ser possível selecionarmos e analisarmos as fontes, utilizamos a metodologia da história oral em diálogos com as diversas fontes encontradas ao longo das incursões no campo investigativo. Ao final, tem-se uma obra de doutorado com relevância e coerência educacional que evidencia, à luz da teoria elisiana, o processo civilizatório pelo qual a educação para e pelo lazer foi forjada a partir da teia relacional sempre dinâmica e figurada por valências em constante transformação.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17758
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_BIBLIOTECA_18-05-16.pdf2,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons