Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17392
Título: Efeito do peso ao nascer sobre a composição corporal, indicadores antropométricos, aptidão física e coordenação motora de crianças com idade entre 7 – 10 anos residentes na cidade de Maputo/Moçambique
Autor(es): TCHAMO, Mário Eugénio
Palavras-chave: Peso ao nascer; Moçambique; Crianças; Aptidão física; Coordenação motora
Data do documento: 22-Fev-2016
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O presente estudo teve como objetivo, avaliar a influência do baixo peso ao nascer sobre a antropometria, composição corporal, aptidão física e coordenação motora em crianças de 7 – 10 anos residentes na cidade de Maputo, Moçambique. Um total de 353 crianças de 7 a 10 anos de idade de ambos os gêneros particiciparam deste estudo. A amostra foi dividida em dois grupos de acordo com o peso ao nascer: baixo peso ao nascer BPN de 1500 a 2500 g (n=155) e peso normal ao nascer PN de 3000 a 3999 g (198). As medições de composição corporal incluiram peso corporal, altura, índice de massa corporal, massa gorda, massa magra, percentagem de gordura corporal, pregas de adiposidade e circunferências de cintura, de braço e geminal. Os indices peso/idade, altura/idade, peso/altura foram utilizados para indicadores antropométricos do estado nutricional. A aptidão física foi avaliada por força de preensão manual, flexibilidade, resistência abdominal (curl up), salto horizontal e corrida de velocidade. A coordenação motora grossa foi avaliada pelas médias de KorperKoordination Test fur Kinder (KTK). Usando o t test, o grupo BPN demonstrou baixos valores na massa corporal e altura, índice de massa coprporal (IMC) e massa livre de gordura, reduzidos índices de peso/idade e altura/idade, circunfêrencia de braço e de geminal e força da mão e transfêrencia lateral quando comparado com o PN. O grupo BPN apresentou melhores resultados no equilíbrio que PN. Utilizando o Ancova, o Peso corporal, altura, IMC, peso/idade, permaneceram significantes mesmo depois de ter sido ajustados por idade, género, tamanho do corpo, conjunto das dobras de adiposidade. As diferenças na força da mão e transferência lateral permaneceram significante mesmo depois de controlar por idade, género, tamanho do corpo e conjunto das pregas de adiposidade. BPN parece ser o principal fator que influencia a antropometria, mas não a aptidão física e componentes neuromotores.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17392
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Mário Eugenio Tchamo.pdf5,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons