Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17378
Título: Educação a distância em instituições de ensino superior federais: aproximações e distanciamentos para a institucionalização
Autor(es): MARAFANTE SÁ, Georgina
Palavras-chave: Educação a distância; Institucionalização da educação a distância; Universidades públicas Federais; Universidade Aberta do Brasil; Distance education.; Distance education institutionalization; Federal Public Universities; Open University of Brazil
Data do documento: 19-Fev-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Este estudo teve o objetivo de analisar o processo de institucionalização da educação a distância em instituições de ensino superior federais (IES), considerando que estas partem de um modelo de gestão específico que é o Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). Para isso, realizamos a coleta de dados através do formulário eletrônico e entrevistas com os coordenadores UAB/IES das universidades públicas brasileiras que se destacam na oferta de cursos a distância, pois primeiramente se propuseram a ofertar a modalidade em questão. As universidades estão classificadas por regiões do país a que pertencem. Para atingirmos nossos objetivos, realizamos a análise dos conteúdos, com o propósito de compreender a influência do modelo do sistema UAB no processo de integração da EAD e analisamos quais são os aspectos teóricos que aproximam e distanciam essas universidades da incorporação da educação a distância no seio dessas instituições tradicionalmente presenciais. Nos resultados, a partir da percepção dos coordenadores sobre a influência da UAB no processo de institucionalização da sua IES, surgiram categorias empíricas pertinentes a esse processo como o significado de institucionalização para os coordenadores UAB, as dificuldades de institucionalização, a relação modelo de gestão UAB com a institucionalização da EAD na IES, a inserção da EAD na universidade, o impulso para a institucionalização da EAD em sua IES e a UAB catalizadora da EAD nas IES públicas. Em relação às aproximações e distanciamentos do referido processo, reconhecemos através das categorias teóricas para esse estudo (políticos e filosóficos, continuidade, comunicação, infraestrutura e políticas discentes), que os aspectos de comunicação e políticas discentes são os que mais distanciam as universidades do processo, enquanto que os políticos e filosóficos e de continuidade são os que mais se aproximam. Desta maneira, percebemos que esses são os desafios a vencer para que a EAD seja adequadamente institucionalizada.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17378
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação Matemática e Tecnológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_Georgina_Marafante_Sa_2015_EDUMATEC.pdf4,52 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons