Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17134
Título: A antifotografia na Cia de Foto destruição, remixagem & redefinição de autoria como processos de criação
Autor(es): FORD, Kyrtilene de Aguiar Silveira
Palavras-chave: Fotografia;antifotografia;processo criativo;Cia de Foto;Photography;anti-photography;creative process;Cia de Foto
Data do documento: 24-Ago-2015
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O processo de criação em fotografia na contemporaneidade é transgressor, irrequieto e um ávido explorador. É plural, diversificado e conduzido por olhares, percepções e experiências múltiplas. Esta dissertação procura, através da análise de trabalhos de artistas e fotógrafos contemporâneos, refletir sobre o fazer criativo chamado de antifotografia. Nossa investigação debruça-se especificamente sobre dois ensaios do coletivo brasileiro Cia de Foto - extinto em 2013 após dez anos de atividade - Retiro (2011) e Pais Interior (2012). A Cia de Foto fez uso de métodos que ignoram fronteiras e redefinem conceitos. Utilizando como ponto focal os trabalhos do coletivo Cia de Foto. Esta investigação tece considerações para compreender este processo antifotográfico através de diálogos com estudiosos e teóricos da fotografia como Ronaldo Entler, André Rouillé, Vilém Flusser, Roland Barthes, François Laruelle, Rubens Fernandes Júnior, Susan Sontag e Joan Fontcuberta.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17134
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Artes Visuais

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_MESTRADO_PPGAV_2015_K. Aguiar Silveira Ford.pdf8,98 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons