Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1565
Título: Estado, Democracia e Socialismo no Pensamento Comunista Brasileiro:o caso dos partidos comunistas: PCB e PC do B
Autor(es): Costa, José Rubens Pereira da
Palavras-chave: Ciência Política; Partidos Comunistas; Democracia; Socialismo
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Rubens Pereira da Costa, José; Zaidan Filho, Michel. Estado, Democracia e Socialismo no Pensamento Comunista Brasileiro:o caso dos partidos comunistas: PCB e PC do B. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Esta tese aborda um tema que vem obtendo ampla difusão nos estudos acadêmicos no âmbito das ciências sociais, ou seja, a relação entre democracia e socialismo a partir das proposições dos partidos comunistas. Visa discutir, portanto, a relação entre o marxismo, na sua versão considerada dogmática o marxismo-leninismo, e as proposições formuladas pelos teóricos da liberal-democracia. Os postulados de Norberto Bobbio serão apresentados como representativos do pensamento liberal-democrático, na medida em que esse teórico foi o instigador do debate com os teóricos comunistas acerca da compatibilidade entre democracia e socialismo, cuja relevância residiu na conformação dos partidos designados como eurocomunistas. Serão apresentados os postulados marxistas sobre Estado, democracia e socialismo e discutida a relação tensa entre os teóricos da democracia representativa e os pensadores socialistas. A discussão iniciará com as formulações de Karl Marx e Friedrich Engels, adentrará nas postulações dos marxistas da Segunda Internacional, cujos principais representantes foram Karl Kautsky, Eduard Bernstein e Rosa Luxemburg, sobretudo, a discussão conhecida na literatura política como Bernstein-debatte. Serão discutidos, também, os postulados leninistas que se configuraram como versão específica do marxismo no movimento comunista internacional sobre Estado e democracia. As formulações leninistas corporificaram o cerne do pensamento comunista em torno dos temas aludidos, cujos principais propugnadores foram os partidos organizados a partir da cisão do movimento socialista, ocorrida em virtude do apoio dos partidos social-democratas ao esforço de guerra dos governos europeus na Primeira Guerra Mundial. Após e Revolução Russa de 1917, foi estruturada uma nova organização que visava congregar e disciplinar os partidos oriundos daquela cisão, designada como Comintern ou Internacional Comunista. Será a partir da influência da Revolução Russa e da estruturação do Estado soviético que surgirá no Brasil em 1922 o PCB (Partido Comunista do Brasil). As vicissitudes da orientação política desse partido, serão apresentadas e discutidas desde a sua fundação, entretanto, a ênfase primordial será dada à cisão que originou dois partidos comunistas no Brasil e o impacto da redemocratização na década de 1980 e da derrota do socialismo no final dessa década nas formulações e práticas políticas desses partidos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1565
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciência Política

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo666_1.pdf1,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.