Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13281
Title: Aplicações biotecnológicas de compostos obtidos dos liquens
Authors: Martins, Mônica Cristina Barroso
Keywords: Atividade Biológica;Bioinseticida;Biomphalaria glabrata;Substâncias liquênicas
Issue Date: 27-Sep-2013
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Os liquens são estruturas biológicas formadas pela associação entre um micobionte e um fotobionte. Produzem substâncias exclusivas, denominadas substâncias liquênicas que apresentam grupamentos fenólicos, hidroxílicos e carboxílicos em suas estruturas químicas, que exercem importantes funções ecológicas e biológicas, podendo ser encontrados no Nordeste do Brasil. Amostras de Cladonia verticillaris, C. substellata e Cladia aggregata foram coletadas (200 g) e submetidas a extrações sucessivas com éter dietílico e acetona, para obtenção dos extratos orgânicos e dos ácidos fumarprotocetrárico, barbático, úsnico e usnato de potássio. As substâncias purificadas foram analisadas quimicamente por cromatografia em camada delgada, cromatografia líquida de alta eficiência, ressonância magnética nuclear de prótons e infravermelho e posteriormente testadas quanto ao seu potencial biológico contra bactéria, células tumorais, molusco e inseto. O ácido barbático apresentou atividade bactericida contra o Staphylococcus aureus (CIM de 50 μg mL-1), citotoxicidade para as células tumorais NCI-H292 (CI50 de 19.06 μg mL-1), KB (CI50 de 12 μg mL-1) e HEp-2 (CI50 de 6.25 μg mL-1), com DL50 foi de 75, 69 mg kg-1 e inibição do crescimento tumoral (sarcoma 180) de 46.3%. Também demonstrou atividade moluscicida para a Biomphalaria glabrata (25 ppm) e baixa toxicidade para Artemia salina. O usnato de potássio foi a substância moluscicida e embriotóxica mais potente, com 100% de mortalidade após 24 h do tratamento em 1 ppm, sem efeitos sobre a Artemia salina na mesma concentração. Quanto a atividade inseticida, os ácidos fumarprotocetrárico, o barbático e o úsnico foram ativos contra o Nasutitermes corniger nas concentrações de 5, 7 e 10 mg mL-1. O efeito sobre o Alabama argillacea (lagartas) tratados topicamente com o ácido úsnico foi demonstrado na concentração de 2 mg mL-1, cuja sobrevivência foi de 1% das lagartas após 5 dias do tratamento, sem nenhum efeito significativo sobre o seu predador Podisus nigrispinus. Portanto, as substâncias liquênicas são promissoras fontes de produtos bioativos com ação farmacológica e inseticida que pode ser explorada em diferentes áreas de pesquisas.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13281
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Mônica Martins.pdf6.53 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons