Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12998
Título: A relação entre as práticas de formação de professores e a teoria do conhecimento no curso de licenciatura em educação física da Universidade Regional do Cariri
Autor(es): Vieira, Evilásio Martins
Palavras-chave: Formação de professores; Relação teoria/prática; Educação física
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: VIEIRA, Evilásio Martins. A relação entre as práticas de formação de professores e a teoria do conhecimento no curso de licenciatura em educação física da Universidade Regional do Cariri. Recife, 2012. 282f. Tese (doutorado) - UFPE, Centro de Educação , Programa de Pós-graduação em Educação. Recife, 2012.
Resumo: O estudo analisa criticamente as relações que se estabelecem entre as práticas de formação de professores do Curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Regional do Cariri (URCA) e a teoria do conhecimento que as ilumina. A delimitação do objeto de estudo não se deu apenas porque o projeto curricular do Curso se diz calçado em pressupostos do materialismo histórico-dialético, mas, sobretudo devido a nossa preocupação, tanto com a natureza do conhecimento selecionado e apresentado, quanto com as perspectivas epistemológica, filosófica e ideológica de conhecimento adotadas para materializar as práticas de formação de professores nesta instituição de ensino. A partir desse objeto de estudo, o objetivo da pesquisa consistiu em compreender as múltiplas determinações, os conflitos, as contradições e antagonismos decorrentes dessa relação, na perspectiva de uma pedagogia socialista. Tendo, então, como propósito descobrir as conexões, mediações e contradições dos fatos que constituem tal fenômeno, bem como revelar as leis fundamentais que regem o processo de teorização dessas práticas, formulamos o seguinte problema de pesquisa: Como se apresenta a relação entre as práticas de formação de professores e a teoria materialista histórico-dialética do conhecimento adotada pelo Curso de Licenciatura em Educação Física da URCA? Para guiar o processo de busca e solução do problema delineado, apresenta a hipótese inicial de trabalho segundo a qual não obstante a utilização do referencial materialista histórico-dialético para orientar a formação, a práxis decorrente do trabalho pedagógico docente se apresentava caótica, eivada de contradições, conflitos e antagonismos que dificultam uma mudança qualitativa das circunstâncias inerentes ao processo de formação de professores da área numa perspectiva radicalmente crítica. A pesquisa empírica foi realizada junto às práticas de formação de professores (prática como componente curricular, estágio supervisionado e prática pedagógica do professor formador), através de observação sistemática e de entrevistas semi-estruturada com os sujeitos-professores que constituíram a amostra da pesquisa. O estudo utiliza como referência teórico-metodológica o materialismo histórico-dialético como teoria geral da pesquisa, a partir do qual definimos categorias de análise para o tratamento do material coletado na realidade empírica do Curso. Após o tratamento dos dados concretos, realizado através das categorias definidas a priori e a posteriori, a análise permitiu constatar que os professores não têm o materialismo histórico-dialético como referência para orientar as suas práticas de formação. Aponta-se, entre outras conclusões, para a comprovação da tese de que a relação entre o discurso do projeto político-pedagógico e as práticas de formação de professores na perspectiva do materialismo histórico-dialético, no Curso de Licenciatura em Educação Física da URCA, se expressa em termos de um fosso abissal. Não obstante as possibilidades sinalizadas de fragmentos reveladas pelo trabalho pedagógico dos professores formadores no que tange ao desenvolvimento da relação teoria/prática numa visão de unidade ficou patente que esta relação se apresenta problemática e confusa, eivada de contradições, conflitos e antagonismos. Conclui, finalmente, que esse fosso é determinado pela influência da “mão invisível” do mercado de trabalho no campo da Educação Física que tem se expressado na Educação, nos cursos de formação de professores, em outras práticas, pela perspectiva do utilitarismo, do pragmatismo e do empirismo.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12998
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE COM FOLHA DE APROVAÇÃO _Evilásio_pdf.pdf1,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons