Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12033
Título: Condições de Lactação, Exercício Físico e Envelhecimento na Prole do Rato Albino: Suas Repercussões Sobre Parâmetros Eletrofisiológicos Cerebrais e Comportamentais
Autor(es): Oliveira, Manuella Batista
Palavras-chave: Condições de lactação; Depressão alastrante cortical; Envelhecimento; Excitabilidade cerebral; Exercício físico; Modulação cerebral dependente da nutrição
Data do documento: 23-Fev-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: OLIVEIRA, Manuella Batista de. Condições de lactação, exercício físico e envelhecimento na prole do rato albino: suas repercussões sobre parâmetros eletrofisiológicos cerebrais e comportamentais. Recife, 2012. 82 f. : Tese (doutorado) - UFPE, Centro de Ciências da Saúde , Programa de Pós-graduação em Nutrição, 2012.
Resumo: Numerosas evidências têm descrito a influência do exercício físico e do estado nutricional sobre aspectos estruturais e funcionais do sistema nervoso durante o envelhecimento. Este trabalho investigou no rato albino como o exercício físico, as condições de lactação e a senescência modulam aspectos eletrofisiológicos e comportamentais do funcionamento cerebral. Ratos machos albinos Wistar foram amamentados em ninhadas com 12 (L12) ou 6 (L6) lactentes, constituindo dois grupos com condições diferentes de lactação. Esses grupos foram divididos em sedentários e exercitados em fases diferentes da vida (jovens, adultos e idosos). A propagação do fenômeno da “depressão alastrante cortical” (DAC) foi registrada em dois pontos da superfície do cérebro, em diferentes fases da vida, ou seja, no período pós-desmame (45-60 dias de vida nos grupos exercitados na lactação), na fase adulta (120-130 dias) e na senescência (600 a 700 dias). A condição desfavorável de lactação (L12) aumentou, e os fatores envelhecimento e exercício físico diminuíram a velocidade de propagação da DAC, com interação entre os fatores apenas nos grupos idosos. Nestes, o período no qual o exercício físico foi realizado influenciou significativamente a DAC. O estilo de vida sedentário prejudicou a memória espacial de ratos idosos e adultos independentemente das condições de lactação e o exercício reduziu estes efeitos em animais idosos de ninhadas pequenas, mas não daqueles criados em ninhadas grandes. Por outro lado, apenas animais idosos sedentários de ninhadas grandes e pequenas apresentaram memória de reconhecimento de objetos prejudicada e o exercício reduziu este efeito, independente das condições de lactação. Os resultados auxiliam na compreensão dos mecanismos subjacentes à influência do exercício físico e do envelhecimento sobre funções cerebrais, associados ou não a distintas condições de lactação, durante o desenvolvimento do cérebro.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12033
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Manuella-okbdtd.pdf2 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons