Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11416
Título: Gestão de competência versus gestão por competência, IFPE: Campus Recife/Reitoria (2008-2012)
Autor(es): Perazzo, Sandra Maria Valdivino
Palavras-chave: Gestão de Pessoas; Gestão por competências; Administração Pública
Data do documento: 25-Fev-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: PERAZZO, Sandra Maria Valdivino. Gestão de competência versus gestão por competência, IFPE: campus Recife/ reitoria (2008-2012). Recife, 2013. 178 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-graduação em Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste, 2013.
Resumo: O Presente trabalho busca entender como vem se processando o aproveitamento dos potenciais humanos na Administração Pública Federal Direta, após a edição do Decreto nº 5.707/2006, que dispõe sobre a política de desenvolvimento de pessoal, com foco na Gestão por Competências, no intuito de contribuir para a reflexão e busca de soluções efetivas para essa problemática. Apresentam-se, neste contexto, os principais conceitos, princípios e práticas de Aprendizagem Organizacional como um meio de se tratar a questão da gestão de competências gerenciais a partir da especificidade de cada organização. Trata-se de uma pesquisa exploratória, desenvolvida no IFPE, Campus Recife e Reitoria. Os resultados destacam a importância das práticas informais e a necessidade de se estabelecer uma estratégia articulada, no que se refere à gestão de competências gerenciais. As experiências significativas relatadas pelos gestores entrevistados focalizam-se em práticas organizacionais e destaca-se a importância da construção de uma consciência social. Para tanto, buscou-se na literatura especializada, o conceito de competência e a sua aplicabilidade na administração pública por meio de “Estudo exploratório e descritivo”. Os sujeitos da pesquisa realizada foram os Pró-Reitores e os dirigentes do Campus Recife, e os dados foram coletados, através de aplicação de questionário. A análise dos dados foi feita de forma qualitativa, traçando-se uma relação entre as percepções dos públicos pesquisados, com o referencial teórico e as opiniões dos entrevistados, no âmbito da instituição, ressaltando-se a importância de se observarem as formas de atuação da Administração Pública, quanto ao gerenciamento de pessoas, a importância de se ter na gestão pública um sistema que busque nas pessoas a competência, não apenas técnico-teórico, mas a capacidade delas gerarem resultados dentro dos objetivos organizacionais. Comparando-se as informações advindas das Pesquisas Bibliográficas, com a realidade apresentada nas respostas aos questionários aplicados, constatou-se que, realmente, a deficiência da não aplicabilidade de todos os princípios inerentes à gestão por competência, está na falta de estrutura da Administração Pública, quanto ao sistema de gerenciamento de pessoas, além de fortes barreiras que a própria legislação coloca, ao encarar a realidade do quadro de pessoal do sistema público. De maneira conclusiva, este trabalho permite observar que, diante das constatações expostas no último capítulo do estudo, justifica-se a realização da pesquisa e a inquietação da autora acerca da verificação do processo de aproveitamento do efetivo potencial humano qualificado na atual Administração Pública Federal Direta, especificamente na Reitoria e Campus Recife do IFPE, em face da Gestão por Competências.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11416
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Trabalho completo Dissertação de Mestrado Sandra Perazzo 2013Versão Final.pdf1,91 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons