Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9990
Title: Influência do Metimazol na distribuição dos Radionuclídeos ¹³¹ IE 99Tc em ratos
Authors: Manoel Carmelindo da Silva, Orion
Keywords: Tecnécio 99m;Iodo 131;Tiróide;Metimazol
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Manoel Carmelindo da Silva, Orion; Teresa Jansem de Almeida Catanho, Maria. Influência do Metimazol na distribuição dos Radionuclídeos ¹³¹ IE 99Tc em ratos. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Os radionuclídeos, como o 99mTc e o 131I, têm sido utilizado, pela Medicina Nuclear, para diagnosticar e tratar inúmeras doenças que acometem os seres humanos, sendo administrados como radiofármacos. Drogas sintéticas, como o metimazol, são utilizadas no tratamento do hipertireoidismo e também para reduzir os hormônios tiroidianos antes da terapia radioativa. A interação medicamentosa com radionuclídeos pode modificar a natureza dos radiofármacos, favorecendo ou dificultando a ligação dos radionuclídeos aos órgãos ou tecidos, podendo levar a diagnósticos equivocados e expor o paciente a doses excessivas. O objetivo deste trabalho é avaliar o processo de biodistribuição dos radionuclídeos, 99mTC e 131I, em ratos Wistar tratados com metimazol por períodos de 1 e 14 dias, a fim de analisar as possíveis alterações da capacidade de ligação dos radionuclídeos em órgãos e tecidos. No estudo foram utilizados ratos wistar com 90 dias de vida submetidos à administração dos radionuclídeos 99mTc (via plexo orbital) ou 131I (via gavagem) com atividades de 370 kBq e 555kBq, respectivamente, observados em diferentes tempos de administração, sendo 30 e 120 minutos para 99mTc e 2 e 48 horas para o 131I. Os resultados mostram que ambos radionuclídeos apresentaram uma melhor capacidade de ligação após 2 horas. Após esta constatação, a biodistribuição do 99mTc e do 131I, após 2 horas, foi analisada em ratos que foram tratados com metimazol, na concentração de 0,1%, nos períodos de 1 e 14 dias, através administração oral (gavagem). Os resultados mostram que o metimazol após 1 dia de tratamento é capaz de alterar a capacidade de ligação do 99mTc aos órgãos, aumentando a sua captação no estômago e reduzindo nos demais órgãos estudados. No entanto, a captação de 131I foi reduzida em todos os orgãos estudados nos ratos tratados com o metimazol por 1 dia. Nos animais tratados com metimazol por 14 dias foi verificado um aumento na captação do 99mTc na tiróide, esôfago e estomago, enquanto foi observado que a captação de 131I apresentou uma tendência significativa a redução em todos os orgãos estudados, exceto no fígado. Pode-se concluir que no estudo in vivo com modelo animal, o tempo de captação satisfatório para ambos radionuclídeos foi de 2 horas e que o tratamento com metimazol em período longo (14 dias) modifica a captação do 131I de maneira mais efetiva do que o 99mTc, mostrando que o metimazol pode promover um efeito radioprotetor principalmente na tiróide
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9990
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo9142_1.pdf993.54 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.