Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9972
Título: O significado do estágio curricular no processo de formação profissional do curso de serviço social - a realidade do Ceará
Autor(es): Darcy de Deus Martins, Maria
Palavras-chave: Desemprego; Formação profissional; Estágio
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Darcy de Deus Martins, Maria; Cristina de Souza Vieira, Ana. O significado do estágio curricular no processo de formação profissional do curso de serviço social - a realidade do Ceará. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: O presente estudo aborda a relação entre a prioridade do aluno de Serviço Social pelo estágio remunerado e a qualidade da formação profissional a partir da prática dos alunos nos diferentes campos de estágio. Parte de uma discussão sobre a questão do desemprego no contexto maior da globalização que desencadeia um conjunto de transformações no mundo do trabalho, afetando particularmente os jovens. Somos hoje, no Brasil aproximadamente 13 milhões de desempregados, dentre os quais se destacam os jovens, principais sujeitos da nossa história. Nem todos os jovens, mas os jovens alunos do Curso de Serviço Social que estão cumprindo estágio curricular obrigatório. A aproximação com alunos, que no início de cada semestre solicitam o estágio remunerado e os depoimentos dos próprios bem como dos professores quanto à fragilidade de algumas instituições, nos motivou a investigar sobre a utilização do estagiário pelas instituições , como forma de nos aproximarmos de uma interpretação sobre o significado do estágio, a partir das questões a serem abordadas na pesquisa junto aos diferentes sujeitos envolvidos.. Neste sentido, tentamos através de uma pesquisa de natureza qualitativa, nos aproximar do nosso objetivo. Na coleta de dados utilizamos como instrumento a entrevista com questões semi-estruturadas. Como sujeitos da pesquisa foram entrevistados alunos, assistentes sociais, supervisoras da prática e, profissionais responsáveis pelo processo de recrutamento e seleção dos alunos. A análise empreendida nos permitiu perceber a realidade que envolve o aluno no contexto do estágio. Trata-se de uma mão-de-obra barata, em processo de qualificação e que interessa às instituições. Do outro lado, a realidade do desemprego que faz o jovem priorizar o estágio remunerado como uma estratégia de não se sentir desempregado, mesmo que o contrato de estágio seja temporário e sem garantias dos direitos trabalhistas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9972
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9296_1.pdf413,57 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.